Eduardo Eurnekian. Foto: divulgação

A mineira Six Semicondutores, foi a vencedora de uma disputa aberta pela compra da fábrica de chips francesa LFoundry Rousset, que foi a leilão devido a falência.

Segundo informações do site europeu EETimes, a companhia brasileira fez um lance de € 18 milhões, bastante acima do oferecido pela inglesa General Vision (€ 9.5 milhões).

O plano da companhia britânica era reativar a fábrica, mantendo 220 dos 613 empregos terminados com o fechamento da companhia francesa em dezembro de 2013.

No entanto, o plano da Six, que é controlada pelo bilionário argentino Eduardo Eurnekian, é trazer o maquinário adquirido na transação para o Brasil, assim como propriedades intelectuais da empresa européia, como os chips LF150 CMOS.

A entrada de Eurnekian foi no início de 2014, quando o empresário adquiriu a parte da empresa que pertencia a Eike Batista.

A aquisição deve se tornar efetiva a partir do dia 20 de junho, e então deve iniciar a mudança dos equipamentos. Além disso, a empresa brasileira deve trazer funcionários da LFoundry para o país para fazer treinamentos para as novas máquinas.

A unidade da Six Semiconductores está em construção em Ribeirao das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte, um projeto de cerca de R$ 1 bilhão e que deve ser concluído em 2015.

Os mercados visados pela Six, que se apresenta como um rival para a estatal gaúcha Ceitec, são os de medicina (para sensores que medem sinais vitais, por exemplo) e de cartões inteligentes.

Outro produto de interesse da Six são os chips de identificação para o novo passaporte brasileiro, assim como identidade com chip embarcado, que o governo planeja emitir no futuro.