Valores só podem ser reconhecidos quando os passageiros fazem o uso dos serviços. Foto: divulgação.

A GOL Linhas Aéreas adotou a solução de gestão contábil da Minsait, empresa do grupo Indra, para detectar em tempo real a receita obtida pela companhia.

Fornecedora da GOL desde 2008, a Minsait customizou a nova solução com base na plataforma Onesait Airlines Revenue, para as particularidades que a empresa tem como companhia aérea híbrida, em um ano.

Desde a implantação da ferramenta, em abril, o novo recurso já foi utilizado na gestão de 2,5 milhões de passageiros, uma redução significativa em comparação ao período anterior à pandemia. 

Segundo a empresa, a necessidade existia porque a receita das companhias aéreas só pode ser reconhecida quando o passageiro de fato faz uso do bilhete de embarque e seus serviços adquiridos, como assento especial e franquia de bagagem – e não no momento de compra da passagem. 

Com o novo recurso, é possível acompanhar em tempo real o ciclo dos passageiros desde o momento em que compram o bilhete até o embarque, agilizando esse processo.

Além de consolidar informações em um único local, o novo sistema traz informações mais detalhadas de forma ágil, contribuindo na gestão financeira da empresa.

Segundo a GOL, o projeto ajudou na integração de diferentes áreas, identificando o perfil de compra de passageiros e fornecendo capacidade e maior flexibilidade para as novas fontes de geração de receita da empresa, além de conectividade ao novo sistema de reservas de passageiros. Ele também deve colaborar para planos futuros de expansão internacional. 

“Acreditamos que a tecnologia desempenhará um papel cada vez mais essencial em nossas operações e esse projeto certamente faz parte do futuro que queremos construir para nossa empresa”, afirma Mario Liao, diretor de finanças corporativas da GOL Linhas Aéreas Inteligentes.

A GOL é pioneira no uso desse tipo de tecnologia e, com a pandemia, a implantação da ferramenta foi feita com treinamentos à distância, assim como as análises a respeito da eficiência da nova solução.

“Do ponto de vista de tecnologia, a queda na demanda nos permitiu analisar de forma detalhada os dados processados e diferentes cenários existentes e já identificar possíveis correções a serem feitas na ferramenta. Isso nos permite dar o pontapé inicial para entrar em máxima operação quando a demanda se estabilizar”, afirma Marcelo Bernardino, head de indústria e consumo da Minsait no Brasil.

A Minsait oferece consultoria de transformação digital e TI na Espanha e na América Latina. A empresa faz parte da Indra, que está no Brasil desde 1996. O grupo conta com mais de 8,5 mil profissionais e escritórios distribuídos nos principais estados brasileiros.

Globalmente, a Indra fechou o ano fiscal de 2019 com receita de € 3,2 milhões e 49 mil colaboradores distribuídos em 46 países, além de operações comerciais em mais de 140.

Nas condições pré-pandemia, a GOL oferecia mais de 750 voos diários para mais de 100 destinos no Brasil, América do Sul, Caribe e Estados Unidos.

São mais de 37 milhões de passageiros anualmente, além do negócio de logística e transporte de cargas, que atende mais de 3,4 mil municípios brasileiros e chega a mais que 200 destinos internacionais em 95 países.