A Verizon confirmou a aquisição do Yahoo por US$ 4,83 bilhões. Foto: Divulgação.

A Verizon confirmou nesta segunda-feira, 25, a aquisição do Yahoo por US$ 4,83 bilhões. 

Essa é a segunda vez em dois anos que a Verizon leva uma pioneira da web, pois o maior provedor de internet dos EUA também comprou a AOL por US$ 4,4 bilhões no ano passado.

Assim, a Verizon planeja unir a AOL aos serviços de conteúdo e publicidade do Yahoo, criando um terceiro gigante no mercado de propagnada online. Para o TechCrunch, a Verizon quer desafiar Google e Facebook nesse segmento.

“Há apenas um ano, adquirimos a AOL para melhorar nossa estratégia de fornecimento de conexão de múltiplas telas para nossos consumidores, criadores e anunciantes. A aquisição do Yahoo vai deixar a Verizon em uma posição altamente competitiva como uma líder global em mídia móvel, e ajudará a acelerar a receita com publicidade digital”, fiz, em nota, Loweel C. McAdam, CEO da Verizon.

As participações do Yahoo de 15% no Alibaba e de 34% no Yahoo Japão não fazem parte da aquisição. Estas ações valem dezenas de bilhões de dólares sozinhas. Segundo o TechCrunch, a carteira de patentes Yahoo, que vale cerca de US$ 1 bilhão, também não entra no negócio, enquanto a sede do Yahoo em Sunnyvale faz parte da aquisição.

O negócio com a Verizon encerra cinco meses de especulação sobre o destino do Yahoo, quando a merca iniciou um processo de revisão estratégica e de análise de alternativas. 

Quando a aquisição for aprovada pelos órgãos reguladores, a Verizon terá dois grandes desafios. Em primeiro lugar, está o processo de integração, pois o Yahoo tem cerca de 8,8 mil funcionários, enquanto a AOL tem cerca de 5,6 mil. Assim, a fusão das duas gigantes equipes não será fácil.

Além disso, o Yahoo tem perdido dinheiro nos últimos resultados financeiros. A Verizon terá que virar esse jogo e tornar o Yahoo lucrativo, caso contrário vai acabar prejudicando também as finanças da AOL.

Quando Marissa Mayer se juntou a Yahoo, em julho de 2012, ela tinha grandes planos para fazer o Yahoo relevante novamente. Ela intensificou o trabalho em mobile e fez aquisições como o Tumblr, por US$ 1,1 bilhão, e a  Brightroll, por US$ 640 milhões. Ela ainda renovou produtos-chave como Yahoo Mail, Flickr e Yahoo Messenger.

No entanto, todas essas mudanças não mudaram o destino da empresa.

O presidente da inovação em produtos e novos negócios da Verizon, Marni Walden, vai liderar o processo de integração do Yahoo. Ainda não está claro se Marissa Mayer irá para a Verizon após a finalização do negócio, uma vez que o seu papel não foi especificado nos termos do acordo. 

No entanto, o CEO da AOL emitiu um memorando interno que confirmou que Marissa e a equipe de liderança da empresa irão trabalhar de forma próxima durante a fusão.