Baguete
InícioNotícias> Programa da Anprotec com a Samsung tem 3ª edição

Tamanho da fonte:-A+A

STARTUPS

Programa da Anprotec com a Samsung tem 3ª edição

Júlia Merker
// terça, 25/07/2017 17:13

Com execução da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) e patrocínio da Samsung, o Programa de Promoção da Economia Criativa está selecionando 20 startups e projetos para participar de sua terceira rodada.

O Programa de Promoção da Economia Criativa está selecionando 20 startups. Foto: Pexels.

O programa oferece treinamentos, mentoria, capacitações e aportes financeiros que podem chegar a R$ 250 mil por empreendimento.

Criado em 2015, o programa vem aumentando a cada ano o número de iniciativas selecionadas, o volume do aporte financeiro e o suporte oferecido. 

“Para esta rodada, disponibilizamos benefícios que permitirão que os empreendedores acelerem, de forma consistente, suas empresas e ideias”, destaca Sheila Oliveira Pires, superintendente executiva da Anprotec.

Uma primeira chamada destina 10 vagas a empreendimentos que tenham um MVP concluído ou em andamento em uma das áreas de interesse do programa.

Por meio de chamada específica, 10 vagas foram reservadas a propostas da região da Amazônia Ocidental (Acre, Amazonas, Roraima e Rondônia). Além de possuir um protótipo, os empreendimentos devem manifestar o compromisso de formalizar o projeto em Manaus para concorrer ao aporte financeiro e ao pacote de serviços e benefícios oferecidos pelo programa.

Os projetos, em ambos os casos, devem se enquadrar nas áreas de saúde digital, bem-estar, fitness; segurança, privacidade e furto; soluções de convergência e conectividade; fintech (finanças digitais); gestão de baterias e dados; agricultura digital; inteligência artificial; educação digital; novas experiências com redes sociais; operadoras de telefonia móvel e consumidores.

Uma novidade desta terceira rodada foi a inclusão de Agricultura Digital como área de interesse do programa, viabilizada por parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

No programa, o empreendedor selecionado não entrega equity ou porcentagem de seu negócio e não arca com contrapartidas financeiras, já que os recursos aportados estão vinculados à Lei de Informática.

“Esse modelo pioneiro, em conjunto com uma rede de apoiadores de excelência, torna o programa uma importante plataforma de estímulo a P,D&I no Brasil”, ressalta Sheila.

Os interessados em participar da chamada têm até o dia 20 de agosto para submeter suas propostas de produtos ou serviços. Os projetos serão avaliados por uma banca composta por executivos da Samsung, da Anprotec, da Embrapa e da rede de incubadoras credenciadas no projeto.

No momento de submissão das propostas, os candidatos deverão indicar sua incubadora de preferência dentre as 26 pré-selecionadas pelo programa.

Júlia Merker