SAP com estágios pelo Ciência Sem Fronteiras. Foto: divulgação.

A SAP anunciou nesta quarta-feira, 25, a sua adesão ao programa Ciência Sem Fronteiras, do governo federal, em uma iniciativa que oferecerá 50 vagas de estágios para estudantes brasileiros até 2015.

As bolsas contemplarão estudantes de graduação que, durante três meses, irão estudar e conhecer de perto os centros de Pesquisa & Desenvolvimento - os SAP Labs - da companhia na Alemanha, França, nos Estados Unidos e no Canadá.

As oportunidades são voltadas principalmente para estudantes de Engenharia, Computação e Informática e outras tecnologias de informação e comunicação. Os estágios são para a capacitação na área de desenvolvimento de software.

Podem se candidatar às bolsas de estudos alunos de graduação com nota no ENEM igual ou acima de 600 pontos, em teste realizado após 2009. As datas para as inscrições para as bolsas ainda não foram divulgadas.

Para participar, o candidato deve ser brasileiro ou naturalizado, estar regularmente matriculado em instituição de ensino superior no Brasil, possuir bom desempenho acadêmico e ter concluído 20% do currículo.

PARCERIA

Criado em 2011 pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e pelo Ministério da Educação, através do CNPq e a Capes, o Ciência Sem Fronteiras promove o intercâmbio internacional de estudantes e pesquisadores brasileiros em centros acadêmicos e de pesquisa em todo o mundo.

Para a SAP, a parceria é mais uma mostra do investimento da empresa em P&D e nos estudantes brasileiros, um projeto que iniciou em 2006 com a criação do SAP Labs, que fica no Tecnosinos, em São Leopoldo.

“Queremos colaborar com a capacitação dos estudantes brasileiros e oferecer a eles qualificação de ponta e uma experiência internacional enriquecedora para o seu conhecimento”, destaca Diogo Brunacci, diretor da divisão de assuntos governamentais da SAP.

Recentemente, a empresa alemã firmou outro acordo com o MCTI, uma parceria para o investimento de R$ 60 milhões na ampliação do SAP Labs, com a criação de um centro de pesquisa e desenvolvimento da empresa alemã no campus da Unisinos, em São Leopoldo.

O investimento faz parte do programa Brasil TI Maior, iniciativa do governo para ampliar o mercado e a pesquisa de TI no País, por meio do incentivo à instalação de centros de P&D no Brasil.

Segundo ressalta o MCTI, a unidade reformada será inaugurada em dezembro, e dobrará até o ano que vem o número de colaboradores da SAP dedicados a P&D no país, saltando dos atuais 500 para 1 mil profissionais.