John Chambers. Foto: divulgação.

John Chambers, CEO da Cisco e conhecido termômetro do setor de TI mundial, descartou nesta quinta-feira, 25, a possibilidade da companhia adquirir a fabricante de sistemas de storage EMC. Esta semana, a companhia de Chambers foi listada pelo Wall Street Journal como uma possível interessada na compra.

A Cisco, ao lado de outras gigantes como HP, IBM e Oracle, foram cogitadas como possíveis interessadas na companhia norte-americana. Entretanto, Chambers refutou os rumores, elogiando o CEO da EMC, Joe Tucci.

"Tucci é um bom líder e um bom amigo. Se Joe e eu estivéssemos para fazer algo aqui, nós teríamos feito um ou dois anos atrás", disse o executivo em uma entrevista promovida pelo jornal novaiorquino.

Além de falar sobre as especulações quanto à EMC, Chambers recuperou o assunto que já tinha sugerido no início do ano, em que o segmento de tecnologia está vivendo uma bolha, que pode estourar a qualquer momento e afetar o setor.

Para Chambers, a valorização gigante de empresas como foi observado na compra de empresas como o Whatsapp, arrematado pelo Facebook por R$ 14 bilhões, ou o recente IPO da chinesa Alibaba, que levantou mais de R$ 25 bilhões, são exemplo disso.

"As empresas estão captando recursos muito cedo, e CEOs sabem disso. Eu acho que é uma preocupação muito real", fazendo menção ao estouro da bolha de tecnologia que ocorreu na década de 90. "Se houver uma grande ruptura, a saída será apertar o cinto a tempo", completou.