A Pfizer está presente em 175 países. Foto: DIvulgação.

A farmacêutica Pfizer tem a Engineering como novo fornecedora de soluções fiscais. A empresa é responsável pela implantação do DP-Fisc 4.0, sistema nativo ao ERP SAP; do robô fiscal Alfredo, baseado em RPA (Robotic Process Automation) e da plataforma de gestão fiscal da SAP (TDF - Tax Declaration Framework).

O processo foi iniciado quando a Pfizer decidiu descontinuar o uso de sua solução fiscal para buscar maior maturidade no controle de seus processos. 

"Pesquisamos soluções fiscais de mercado e concluímos que elas não eram preparadas para o TDF, pois, ao contrário do DP-Fisc 4.0, não são integradas nativamente ao sistema de gestão da SAP, ou seja, corrigem as inconsistências apenas na camada da ferramenta, e não diretamente no banco de dados do ERP, gerando duplicidade de informações e, consequentemente, retrabalho", explica Marta Lima, gerente tributária da Pfizer.

A primeira etapa do projeto envolveu o diagnóstico dos processos fiscais da Pfizer para avaliar o desenvolvimento de melhorias e parametrizações no SAP ECC para a correta aderência ao TDF e melhor atendimento das obrigações. 

"Construímos juntos um escopo de pré-requisitos para aprimorar alguns processos, como as automatizações dos cálculos de crédito de PIS, COFINS e CIAP para produtos da indústria farmacêutica, a automatização das Notas Fiscais, além das adequações e revisões para atender o REINF e o Bloco K, entre outras tributações", pontua Cesar Kazakevicius, head de Tax Solutions da Engineering.

Na etapa de melhorias e parametrizações, a Pfizer obteve redução de 30% no tempo de recebimento de notas fiscais, que agora estão automatizadas por meio de um painel eletrônico.

A segunda fase do projeto compreende a ativação do TDF e do DP-Fisc 4.0 no SAP, possibilitando o atendimento a todas as suas obrigatoriedades fiscais, entre elas SPED-EFD (ICMS+IPI), SPED Contribuições (PIS/ Cofins), SPED ECF, SPED ECD, Bloco K, REINF etc.

O TDF foi lançado exclusivamente para o mercado brasileiro em 2014.

Desenvolvido no SAP Labs, centro de desenvolvimento da multinacional em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, o produto usa a solução de processamento de dados em memória Hana para fazer análises de documentação tributária.

Mesmo com o sistema, as obrigatoriedades dependem de um esforço manual para sua geração, por isso esta fase do projeto também prevê a implementação do robô fiscal Alfredo, que vai automatizar processos repetitivos.

Com mais de 150 empresas atendidas no Brasil, a Engineering é uma multinacional italiana com presença no país desde 2008. A empresa tem mais de 600 funcionários nos escritórios de Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Santo André e Vitória, além de uma filial em Buenos Aires.

Presente em 175 países, a Pfizer investe por ano US$ 7 bilhões no desenvolvimento de novos tratamentos, numa empreitada que envolve 260 parceiros, entre universidades e centros de tecnologia.