Fábio Alvim, novo diretor Comercial da Migrate. Foto: divulgação

A Migrate, empresa de Três de Maio, a 475 Km de Porto Alegre, que este ano iniciou sua estratégia de internacionalização com parcerias de peso no Uruguai (Deloitte, Montevideo.comm e Intramerica), anuncia Fábio Alvim como diretor Comercial.

O profissional vem de uma trajetória formada por empresas como Infoserver, CS Informática, Grupo Cherto e Rhlink, das quais atendeu a projetos para clientes como Nexxera, Senior, Microsoft, LG Eletronics, Claro, Diveo, Grupo Algar, Bematech e Benner, entre outras.

A vinda de Alvim faz parte de uma estratégia de expansão programada pela companhia gaúcha com metas estabelecidas até 2020.

“O desafio é grande e por isto a estratégia para os próximos anos será de fortalecer alianças com os diversos canais de negócios e incrementar o portfólio para ampliar a geração leads”, afirma o novo diretor.

Foco da estratégia da empresa gaúcha, as alianças ganharam fôlego com a recente investida no Uruguai.

A Deloitte, por exemplo, é uma consultoria presente em 150 países, eleita pela empresa de análises Verdantix como líder no mercado mundial de auditorias, que emprega 186 mil profissionais e, só no Brasil, anunciou para este ano investimentos na casa dos US$ 85 milhões.

Outro parceiro uruguaio da Migrate, o Montevideo.comm é o maior provedor web do país latino, enquanto a Intramerica fornece soluções para diversas software houses.

Os três aliados no Uruguai irão trabalhar com as duas unidades de negócio da companhia gaúcha, voltadas ao mercado corporativo e á área de software.

Neste último, a estrela é o InvoiCy, nome “uruguaio” da solução de gerenciamento de NF-e que, no Brasil, atende por GNF-e e é usada por seis mil clientes.

Para o sócio e diretor de Mercado da Migrate, Adilson Weddigen, a contratação de Alvim é um passo largo na estratégia de expansão da empresa.

"O Fábio agrega uma vasta experiência no mercado de TI. Estou certo que sua colaboração será de grande importância para levar a empresa ao próximo patamar de desenvolvimento", destaca Weddigen.