KMW com um pé atrás. Foto: divulgação.

Problemas com a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) estão complicando a liberação das obras de construção da alemã KMW, fabricante de veículos blindados, em Santa Maria.

Segundo dados do jornal O Diário de Santa Maria, a multinacional fez o pedido de licença ambiental em em agosto de 2012, mas, ainda não recebeu o aval da estatal.

Inclusive, a empresa foi multada em R$ 8,8 mil pela Fepam. O motivo é que não poderia ter feito terraplenagem e drenagem do terreno sem autorização estadual. Na ocasião, ela só tinha o aval da prefeitura.

De acordo com o jornal, a situação se agravou com a declaração dada pela Fepam esta semana, em que não deu um prazo exato de quando liberará a licença para a construção.

A burocracia não agradou o alto comando da multinacional alemã. O gerente-geral da KMW do Brasil, Christian Böge, foi chamado às pressas esta semana para uma reunião na sede da KMW na Alemanha.

As reuniões com a diretoria da empresa servirão para reavaliar todos os investimentos futuros no Rio Grande do Sul, podendo até interromper os planos da KMW em expandir seu interesse na unidade gaúcha, com o plano de fabricar blindados para clientes locais e na América do Sul e possibilidade de chegar a 500 funcionários.

No entanto, com estas complicações, novas expansões e projetos da empresa podem ser transferidos para um outro estado com menos burocracia. O Paraná é um dos estados cogitados.

Dessa forma, a sede da KMW na cidade ficaria apenas no projeto básico, sem ampliações futuras e com menos funcionários que o previsto inicialmente. Atualmente a empresa conta com 21 funcionários.

No Brasil, a KMW tem dois contratos firmados com o Exército, desmontando blindados Leopard 1 e realizando a manutenção de 220 veículos Leopard 1A5. A empresa cumpre os dois contratos em um pavilhão cedido pelo 29º Batalhão de Infantaria Blindado, que fica em Santa Maria.

A área definida pela KMW para a sua instalação, que foi comprada em julho do ano passado, tem 18 hectares de extensão e fica às margens da BR-287, a 3,5 km do campus da Ulbra na cidade.