Cristhiano Faé.

A Neogrid e Accera, ambas especializadas em soluções para a gestão da cadeia de suprimentos, anunciaram, um acordo de fusão nesta quinta-feira, 25.

Em nota, as duas companhias não deram maiores detalhes de como o negócio vai ser fechado na prática, dizendo apenas que uma “integração de operações” está prevista para os próximos meses.

Apesar de atuarem no mesmo segmento, Accera e Neogrid são empresas de porte muito diferente.

A Accera tem sede em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, além de escritórios em São Paulo, e, mais recentemente, na Colômbia.

A empresa tem soluções de gestão de canal de venda, promotores e planejamento de demanda e 200 clientes, incluindo grandes nomes como  P&G, EMS, Saint-Gobain, L’Oréal, Unilever, Cargill, Bombril, Pirelli e Bayer.

A Neogrid, no entanto, é hoje uma multinacional com 600 funcionários, operações próprias nos Estados Unidos, Inglaterra e Japão, e usuários em mais de 140 países. 

A companhia foi fundada por Miguel Abuhab, um dos criadores da Datasul e um dos nomes mais importantes do setor de tecnologia do Brasil.

A NeoGrid está sediada em Joinville, possuindo também unidades em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro.

Faz tempo que a Neogrid não abre informações sobre o desempenho do negócio. Em 2014, executivos da companhia falavam em atingir um faturamento de R$ 500 milhões, o que não foi confirmado, e abrir capital na bolsa no médio prazo, o que não aconteceu.

“Nossas plataformas, juntas, trarão mais insights e inteligência às empresas conectadas à malha. A cada nova parceria, nossa rede de dados se torna ainda maior, trazendo benefícios comuns e relações ganha-ganha para todo esse ecossistema de negócios”, explica o fundador e CEO da Neogrid, Miguel Abuhab.

 “Com a parceria, apoiaremos indústrias, varejos e distribuidores a acompanharem esse momento de transformação digital, com análises avançadas e algoritmos de alta tecnologia. Vamos aumentar a competitividade de nossos clientes e parceiros, trazendo ainda mais eficiência às redes de negócio”, completa o cofundador e CEO da Accera, Cristhiano Faé.