TENDÊNCIA

IBM e Maersk tem plataforma blockchain para portos

25/10/2019 09:43

Mais de 50 portos e terminais da América Latina agora integram o TradeLens.

 

No Porto de Santos, o primeiro parceiro no TradeLens foi o Santos Brasil. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A América Latina agora faz parte da TradeLens, plataforma baseada em blockchain criada por IBM e Maersk. O sistema reúne hoje mais de 50 portos e terminais de diferentes países da região.

A plataforma permite a colaboração entre parceiros comerciais, digitalizando os fluxos de documentação comercial.

"Nas últimas décadas, a região experimentou um avanço na operação de seus portos, aumentando a eficiência operacional em mais de 20%. No entanto, ainda estamos longe de países mais avançados. Estamos trazendo o TradeLens para nossa região para continuar nesse caminho de crescimento, usando IBM Blockchain em IBM Cloud para posicionar a América Latina nas grandes ligas comerciais do mundo", afirma Natalia de Greiff, vice-presidente de nuvem e software cognitivo da IBM América Latina. 

O TradeLens interliga exportadores, linhas de navegação, operadores portuários e terminais, transporte terrestre e autoridades alfandegárias através do acesso em tempo real a documentos de envio de dados. Atualmente, a plataforma processa cerca de 10 milhões de eventos por semana.

"A participação em todo o ecossistema da cadeia de suprimentos está demonstrando o verdadeiro valor da plataforma digital TradeLens. Temos uma base sólida para desenvolver, por exemplo, prestadores de transporte terrestre, despachantes de carga, alfândegas e outras entidades governamentais para ingressar no ecossistema e explorar os benefícios da digitalização dos fluxos comerciais da América Latina", comenta Lars. O. Nielsen, presidente da Maersk América Latina e Caribe.

No Porto de Santos, um dos maiores complexos portuários da América Latina, responsável pela movimentação de cargas de um terço das bolsas comerciais brasileiras, o primeiro parceiro, Santos Brasil, integrou-se ao TradeLens para gerar insights sobre os mais de 1,6 milhões de TEUs que seu terminal 'Tecon Santos' deve operar em 2019.

A rede também inclui nomes como Terminal Zárate, porto privado da Argentina com mais de 2 milhões de m2 de superfície; Terminal Puerto Rosario, porto multiuso da Argentina com mais de 67 hectares; Terminal de Buenaventura (TCBUEN), que faz parte do grupo GEPSA e APMT; Terminal Pacífico Sur Valparaíso, o principal terminal de contêineres do Chile e Terminal Internacional San Vicente (SVTI), primeiro porto da região de Biobío e o segundo terminal no Chile a aderir à plataforma TradeLens.

"Nosso trabalho com a TradeLens e outras empresas do ecossistema do comércio global como terminais, entidades governamentais, empresas de transporte terrestre, entre outros, mostrou que o Blockchain está sendo usado para formar uma rede forte e conectada, na qual todos os membros ganham ao compartilhar dados importantes", afirma Martín Hagelstrom, executivo de Blockchain da IBM América Latina.

Veja também

TENDÊNCIA
AES Tietê quer blockchain para oferta de energia

O projeto é liderado pela Fohat, companhia curitibana de digitalização do setor de energia.

PREVISÕES
Tendências de tecnologia financeira na América Latina

Bancos, corretoras, financeiras e seguradoras se reinventam constantemente para atender aos requisitos da era digital.

ENSINO
Tiradentes é SAP Next-Gen Lab

Universidade é a terceira no país a receber um espaço do tipo, depois de Unisinos e PUC-SP.

OPORTUNIDADE
SiliconVal.ly busca startups brasileiras lideradas por mulheres

Programa de aceleração está com inscrições abertas até o dia 30 de novembro.

FUTURO
Casa da Moeda tem especialista em bitcoin no conselho

Fernando Ulrich, economista chefe da corretora XDEX, foi nomeado por Salim Mattar.

SAÚDE
CPQD cria rede Blockchain para medicamentos

A solução foi desenvolvida em plataforma Hyperledger Fabric.

ADMINISTRAÇÃO
Original chama Guga Stocco para conselho

Executivo estará no conselho de administração e em novo grupo focado em inovação.

INOVAÇÃO
ITS mostra inteligência artificial no SAP NOW

Protótipo explorou novas tecnologias voltadas à economia da experiência.