Eduardo Leite, governador do RS, participou da inauguração do CCO Corporativo. Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini.

A Corsan (Companhia Riograndense de Saneamento) acaba de colocar em operação o seu novo Centro de Controle Operacional Corporativo (CCO Corporativo) em Porto Alegre. A estrutura contou com investimento de R$ 37,6 milhões.

O centro de controle utiliza o Elipse E3, solução de supervisão e controle da empresa gaúcha Elipse Software, para monitorar à distância e em tempo real os 29 Centros de Controle e Operação Locais instalados nas áreas onde a Corsan é responsável pelo abastecimento de água e tratamento de esgoto. 

“Trata-se de investimento em tecnologia que, além de melhorar e agilizar o atendimento à população, vai otimizar o uso dos recursos naturais, com menos desperdício de água, um dos nossos maiores bens, e melhorar o tratamento da água que volta para o meio ambiente, que também faz parte do respeito e da preservação da vida, da saúde humana”, afirmou Eduardo Leite, governador do RS, durante a inauguração do CCO Corporativo.

Cada CCO Local possui também um E3 responsável pela operação da sua região específica, formando assim uma arquitetura de supervisão e controle distribuída. 

Ainda este ano, a Corsan prevê a instalação de outros três CCOs, totalizando os 32 previstos em seu projeto estratégico. 

Os Centros de Controle Operacional controlam as captações de água, elevatórias de água bruta e tratada e Estações de Tratamento de Água e Esgotos. Também gerenciam os níveis dos reservatórios, pressão e vazão das redes de distribuição, identificando eventuais ligações clandestinas, além de permitirem a integração com outros sistemas de gestão. 

Ao final do projeto, em 2022, a companhia estima atender mais de 60 municípios com sistemas de telemetria e automação integrados ao seu CCO Corporativo.