Pilsner Urquell é uma boa cerveja pilsen da República Tcheca. Foto: Pexels.

Cervejas artesanais e importadas a preço de custo. Um sonho para muitos é a promessa do Beliber, um novo e-commerce de bebidas.

A entrada no paraíso custa uma anuidade de R$ 250, com a qual é possível comprar com um desconto médio de 30% tanto marcas belgas realmente caras, como a belga Duchesse, que sai normalmente por R$ 60 a garrafinha, até cervejas importadas como a alemã Jever (R$ 20 a lata no varejo) ou a tcheca Pilsner Urquell (R$ 30 a garrafa).

Francisco Neto, Juliano Carone, Pedro Meneghetti e Rafael Borges, os fundadores da Bebeliber, tem experiência quando o assunto é venda de bebidas pela Internet.

O Have a Nice Beer tinha 12 mil assinantes quando foi comprado em 2015 pela Wine, empresa com um modelo similar para vinhos que acabou se tornando líder no segmento. 

A Wine comprou também a WBeer, outra empresa similar, juntando os negócios na Beer.com.br, que por sua vez já foi passada adiante.

Questionado sobre se o novo modelo de negócio é mais promissor que o original, Francisco Neto é diplomático.

“Eu não sei se mais promissor, mas certamente é bem diferente pois trabalha a recorrência de maneira inovadora e oferece a possibilidade do consumidor comprar cervejas artesanais a preço abaixo do praticado por grande parte do mercado”, afirma Neto.

De acordo com Neto, a ideia surgiu no final de 2019, quando os sócios reuniram os conceitos de uma operação de "atacarejo" com os de e-commerce. 

Mal sabiam os fundadores que naqueles momentos uma pandemia mundial estava começando na China, tornando a venda de bebidas pela Internet um dos grandes ganhadores da crise.

As medidas de isolamento social fizeram aumentar em mais ou menos 800% o volume de pedidos de bebidas alcoólicas em empresas de e-commerce e delivery, segundo dados da Revista Exame.

De acordo com o empresário, o ganho da Bebelier está na anuidade, uma vez que o preço do produto não tem margem de lucro, apenas os “custos operacionais”.

Enquanto o modelo do clube de assinatura tinha um elemento surpresa, o Bebelier é mais direto ao ponto.

Para o cliente, resta fazer algumas regras de três. Se o valor acumulado dos descontos menos o custo de entrega for menor do que a assinatura, ele está fazendo um bom negócio.

Digamos que o leitor, como o autor dessa matéria, goste de cerveja pilsen, como a Pilsner Urquell, cervejaria fundada na cidade de Pilsen, na atual República Tcheca, que inaugurou o conceito de cerveja pilsen no século XIX.

Se as minhas contas estiverem certas, o cliente precisaria gastar ao redor de R$ 450 em 40 garrafas de 500 ml de Pilsner Urquell, para a anuidade de R$ 250 valer a pena.

Pode ser um bom negócio, mas eu ouviria críticas da minha esposa por gastar demais em cerveja. Tentem por sua conta e risco, leitores.