Baguete
InícioNotícias> Quero Frete entra no StartUp Brasil

Tamanho da fonte:-A+A

LOGÍSTICA

Quero Frete entra no StartUp Brasil

Júlia Merker
// segunda, 26/01/2015 09:19

A empresa Quero Frete, acelerada pela Wow, foi selecionada para o StartUp Brasil. O programa foi criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) em parceria com aceleradoras para apoiar empresas nascentes de base tecnológica.

A empresa Quero Frete foi selecionada para o StartUp Brasil. Foto: Mikael Damkier/Shutterstock.com

O sistema da startup vai contar, inicialmente, com uma aplicação web em que as transportadoras poderão registrar as cargas para as quais precisa de caminhoneiros.

No aplicativo Android, o caminhoneiro vai receber fretes relevantes para ele ou poderá pesquisar por fretes na região onde está.

Pelo sistema a empresa poderá se comunicar com o caminhoneiro e fazer o fechamento do frete. 

“Hoje no Brasil mais de 60% do transporte de carga é feito por caminhoneiros autônomos, mas as empresas encontram dificuldades para conseguir caminhoneiros e os profissionais também não acham facilmente um frete no local onde está e que possa levar com seu tipo de caminhão”, explica Tiago Chilanti, diretor de produto e tecnologia da Quero Frete.

Segundo Chilanti, o sistema vai operar em um modelo Freemium. 

“O sistema de cadastro e fechamento de frete vai ser gratuito tanto pra empresa como pro motorista. No caso de a empresa se interesssar por algum dos serviços extra, ela poderá pagar uma taxa para ter acesso a estas funcionalidades”, relata.

São estudadas como funções extras o rastreamento do caminhoneiro pelo app, troca de mensagens de texto, voz e imagem com o motorista, entre outras. O formato e os valores a serem cobrados ainda estão indefinidos.

“Nós estamos com o sistema em fase Alpha de desenvolvimento, já sendo testando em uma transportadora e entre os motoristas que ela contrata. A fase Alpha vai durar em torno de 3 meses”, explica Chilanti.

O plano da empresa é iniciar a fase Beta em fevereiro de 2015, quando o sistema será aberto para mais empresas no sistema de convites.

“Apesar disso, temos um banco de dados com mais de 150 mil caminhoneiros cadastrados e 5 mil empresas para as quais será feita a divulgação”, revela.

O objetivo da companhia é chegar à metade de 2015 com mais de 10 mil profissionais com o app ativo e mais de 100 empresas usando o sistema.

A meta para o meio de 2015 é intermediar mais de 20 mil fretes por mês.

Chilanti é formado em Ciência da Computação pela UFRGS e trabalhou em grandes empresas como HP e Dell. Ele também trabalhou um ano na Alemanha, atuando na área de software para mobilidade e logística da Mecomo. Voltando ao Brasil, criou uma filial Mecomo do Brasil, onde foi CEO por mais de 7 anos

O outro sócio da Quero Frete é Rodrigo Silveira, diretor de negócios e marketing. Mestre em administração pela UFRGS, tem experiência em condução de projetos de consultoria em planejamento estratégico, planejamento de marketing e gestão de clientes.

Outro aplicativo focado no mercado de fretes autônomos é o SontraCargo. O app alcançou a marca dos R$ 100 milhões em valor de fretes ofertados, a partir de mais de 11 mil transportadoras cadastradas. O app conta com 50 mil caminhoneiros autônomos registrados e oferta perto de 70 mil fretes por mês.

Júlia Merker