José Rubens Tocci.

A Engine, empresa do grupo TechTrends focada no mercado SAP, migrou seus clientes do data center da IBM em Hortolândia para o da T-Systems, localizando em Tamboré, também em São Paulo.

O contrato é de 10 anos. No mercado desde 2011, a TechTrends trabalha num modelo de negócio intensivo em capital, no qual data center é um dos principais centros de custos.

A empresa compra licenças de software da SAP e hospeda os mesmos na nuvem, fechando contratos de longo prazo com seus clientes na modalidade de aluguel de software.

José Rubens Tocci, presidente da Engine, revelou ao Baguete em 2015 que a empresa havia investido R$ 20 milhões em licenças da SAP e infraestrutura no data center da IBM em Hortolandia nos dois anos anteriores e projetava gastar mais R$ 17 milhões naquele ano.

“A oferta da T-Systems é muito mais moderna e viável que a de outros data centers”, afirma Fábio Barnes, diretor-executivo da Engine. De acordo com Barnes, também contou pontos a favor dos alemães o fato de eles mesmos serem um dos principais parceiros da SAP no país.

Barnes lembra que, ao longo dos anos, a Engine sempre esteve atenta aos provedores de ponta de data centers e que, por isso, a decisão foi “muito bem suportada”.

Para fazer a migração dos clientes da Engine para o data center da T-Systems as duas empresas desenvolveram um projeto de quatro meses para a criação da infraestrutura. 

Durante este período, uma série de testes foi realizada, anulando a ocorrência de falhas. 

Barnes explica que a mudança começou numa sexta-feira, às 20h e que, no domingo, no mesmo horário, todos os clientes da Engine estavam operando dentro do data center da T-Systems.

“Com isso, nossa oferta ficou ainda mais completa. Agora conseguimos oferecer disaster recovery, por exemplo, sem grandes impactos financeiros”, diz o executivo.

Para Ronaldo da Matta, Diretor de Vendas da T-Systems, com a parceria, a companhia alemã será o único hosting provider das soluções oferecidas pela Engine no Brasil. 

“A parceria é de longo prazo porque acreditamos no crescimento dos modelos que simplificam e geram acessibilidade principalmente a clientes médios e pequenos de soluções completas”, avalia Matta.

O contrato mínimo da Engine é de cinco anos e um dos 14 contratos já assinado chega há 12 anos.

Algumas das empresas clientes são a  Petroplus, representante oficial da STP no Brasil, a Bioenergy, especializada em energia eólica e o centenário laboratório Daudt.

A T-Systems é uma empresa do grupo Deutsche Telekom, que fornece soluções de outsourcing de tecnologia da Informação e comunicações, de aplicações a infraestruturas de TI e telecom. 

Globalmente, são cerca de 47,8 mil funcionários e faturamento de 8,6 bilhões de euros no ano fiscal de 2014. Presente no Brasil desde 2001, com 13 escritórios e dois data centers.