Meg Whitman prepara uma nova compra. Foto: divulgação.

A HP está em negociações avançadas para adquirir a Aruba Networks, fabricante norte-americana de soluções de infraestrutura para redes wireless.

Segundo informação da Bloomberg, a compra pode ser concluída na próxima semana. Entretanto, conforme fontes ligadas à HP, as tratativas podem também cair por terra.

Mesmo assim, com a informação da possível compra, divulgada na noite desta quarta-feira, 25, as ações da Aruba, empresa que tem suas redes focadas em ambientes públicos como shoppings, parques, entre outros, cresceu 21% em menos de 24 horas.

Caso seja concretizada, esta pode ser a maior compra da HP em anos. A última grande aquisição da multinacional foi a da britânica Autonomy, um negócio conturbado que custou aos cofres da empresa US$ 66 bilhões.

A Aruba, segundo dados de mercado, tem um valor avaliado em US$ 2,4 bilhões.

O alto investimento pode vir na contramão do ritmo de economia imposto pela CEO da HP Meg Whitman, que traçou um roadmap de recuperação das finanças da empresa até 2017.

Entretanto, ao somar os produtos da Aruba ao seu portfólio a empresa também pode apostar em novos produtos e ofertas, algo que pode ser oportuno após a divisão prevista para a companhia ainda este ano.

A companhia planeja separar suas divisões de computação pessoal e impressão dos negócios de clientes corporativos. Para Whitman, esta divisão colocaria a empresa em posição de investir novamente.

"Hewlett-Packard está agora em uma posição na qual podemos de fato fazer aquisições, algo que não podíamos fazer quando começamos (o plano de recuperação)", afirmou Whitman.

Desde a compra da Autonomy, a HP não deixou de fazer aquisições, mas ficou restrita a negócios menores. Em 2011, a empresa norte-americana pagou US$ 1,5 bilhão pela ArcSight, especializada em segurança e gerenciamento em cloud. Mais recentemente, a HP levou por cerca de US$ 100 milhões a Eucalyptus, desenvolvedora de softwares em código aberto para o gerenciamento de ambientes corporativos na nuvem.

A última aquisição foi a da norte-americana Voltage, companhia especializada em soluções de segurança para ambientes cloud, por um valor não aberto.

Atualmente, a divisão de redes da HP ainda é pequena perto dos negócios totais da empresa. Segundo os resultados do primeiro trimestre, este setor contabilizou US$ 562 milhões, dentro de um total de US$ 26,8 bilhões.

Com a adição da Aruba, esta fatia pode subir consideravelmente, visto que a companhia soma uma receita anual de aproximadamente US$ 1 bilhão.

A Aruba produz hardware e software para a criação de redes wi-fi, usadas por clientes como shoppings, parques e hotéis em todo o mundo. Entre os clientes da Aruba estão clientes grandes como a chinesa Dalian Group, Universidade de Los Angeles e os hotéia Edzan, no Catar.