Cassio Brodbeck, CEO da Ostec. Foto: Divulgação.

A Cecrisa, que atua desde 1970 no segmento de revestimento cerâmico no Brasil, adotou as soluções da Ostec Business Security, para realizar seu gerenciamento de segurança e acesso remoto.

Com a substituição do sistema anterior pelo Ostec FireBox, a Cecrisa afirma que registrou uma redução de 47% nas despesa. 

Hoje, toda a infraestrutura de segurança e locação de links é centralizada na matriz da empresa. A partir dela, as redes são interligadas para as 6 unidades da Cecrisa espalhadas no Brasil por intermédio do Ostec FireBox. 

Cerca de 2 mil colaboradores, entre representantes espalhados ao redor do mundo, gestores e diretores utilizam a solução para realizar o controle e segurança de recursos como e-mail, anti-spam, uso da internet e para contingência de possíveis situações de vulnerabilidade. 

Paulo Cesar Fernandes de Oliveira, supervisor da informática da Cecrisa, relata que antes da adoção das soluções da Ostec, foram registradas pelo menos duas invasões à rede da empresa.

Atualmente, não há mais registros de tentativas, pois um protocolo emergencial é adotado  ao identificar uma possível situação de vulnerabilidade.

“A Ostec entrou no processo avaliando todo o cenário existente, os desafios, eventuais riscos envolvidos, e entregou uma proposta altamente customizada, que permitisse os benefícios nas unidades com um investimento extremamente viável. Ao final, o retorno do investimento com licenciamento dos produtos Ostec ocorreu em menos de sete meses, considerando a redução dos custos com os enlaces privados de comunicação mantidos para o grupo”, revela Cassio Brodbeck, CEO da Ostec. 

Fundada em 2005, a Ostec é uma empresa catarinense especializada no desenvolvimento de soluções para segurança da informação. Com sede em Tubarão, a companhia atende a mais de 500 clientes.