Rodolfo Fücher. Fotos: Ernani Coimbra.

Rodolfo Fücher é o novo Presidente da ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software), com um mandato pelos próximos três anos.

O executivo teve uma passagem de quase três décadas na Microsoft, incluindo o cargo de diretor de assuntos corporativos no país por oito anos.

A posição é responsável pelos contatos com o governo. Fücher esteve no cargo no período entre 2009 e 2017, que coincidiu com um recuo significativo de Brasília na questão da adoção de software livre.

A Abes está na ativa desde 1986 e com os associados faturando na faixa dos US$ 24 bilhões por ano, com ações estão tradicionalmente concentrada em torno do tema pirataria de software.

"As questões regulatórias continuarão a ser prioridade para a entidade, porque definem o nível de competitividade e viabilidade do setor e, consequentemente, o tornam mais ou menos atrativos para investimentos externos”, afirma Fücher.

No campo de governo, uma das bandeiras é a migração da política pró-software livre para a aquisição de software proprietário, o que parece estar se concretizando no momento.