Cristian Aquino.

A MyVillage, dona de um software de rede social e gestão usado em mil condomínios no Brasil, fechou um acordo com a Camerite para usar a tecnologia de gravação e monitoramento de imagens da companhia.

Ao todo 100 mil pessoas moram nos condomínios administrados com o MyVillage, dos quais 10% usam sistemas de portaria remota, nos quais o porteiro físico é substituído por câmeras ao vivo e dispositivos eletrônicos. 

Essas câmeras geram um grande volume de dados que precisam ser analisados e armazenados.

“Estava ficando cada vez mais difícil administrar os nossos servidores de imagens, já que os investimentos necessários para a compra de novos servidores, licença de software, serviço de backup, equipe de TI estavam cada vez maiores e nossa empresa estava perdendo o real foco, que é desenvolver soluções para os moradores e não ficar administrando imagens”, resume Sidney Haddad, CEO da MyVillage.

Haddad, um ex-profissional do centro da IBM em Hortolândia, no interior de São Paulo, fundou a empresa em 2013. Desde então, a companhia já recebeu investimentos de R$ 1 milhão.

De acordo com Haddad, o valor do investimento na tecnologia será recuperado em um ano. Além disso, os moradores dos condomínios passaram a ter acesso a todas as imagens das câmeras de segurança do residencial onde moram 

O software permite, por exemplo, a verificação instantânea de dados, cruzando informações para identificação de pessoas, veículos, objetos e detecção de movimentos e situações. 

Sediada em Joinville, a Camerite possui mais de 200 clientes, incluindo nomes como Khronos, Grupo FT, Prefeitura de São Paulo, Tecvoz, Porto Seguro e Maaxcam.

Em São Paulo a tecnologia é usada no projeto City Câmeras, por meio do qual a população disponibiliza para a prefeitura e Polícia Militar imagens de câmeras particulares espalhadas pelas fachadas das casas e comércios da cidade. 

A Camerite foi criada pelo seu fundador, Cristian Aquino, a partir da experiência com a VejaAoVivo, uma plataforma ligada a mais de 1,6 mil câmeras que mostrava em tempo real a situação das principais ruas das cidades. 

Em 2017, a empresa foi investida pela Miguel Abuhab Participações, uma holding de empresas do fundador da Neogrid e da Datasul, Miguel Abuhab.