A Wieden+Kennedy criou um assistente pessoal voltado para baladas para a Skol Beats. Foto: Divulgação.

A agência Wieden+Kennedy criou um assistente pessoal voltado para baladas como parte de uma campanha para a Skol Beats. O dispositivo foi projetado pela MediaMonks e possui um processo de produção 3D manual e eletrônico, além integrar uma série de APIs de serviços como Uber, Watson, TTSGo e Twilio.

O Smart Beats, diferente dos assistentes pessoais, que tem foco em compromissos e atividades de rotina da casa, é especialista em vida noturna.

Através de comandos de voz, o dispositivo cumpre tarefas como chamar os amigos para um encontro, comprar online a Skol Beats, selecionar playlists e sugerir a festa da noite. 

O dispositivo também apresenta receitas de drinks, dá dicas de moda e chama o Uber para os consumidores.

“Como estamos neste território, fazia total sentido termos um dispositivo que funciona como uma assistente pessoal da noite, tirando todos do mesmo beat e mostrando um mundo de possibilidades até então desconhecidas”, conta Alexandre Costa, gerente de marketing de Skol Beats.

Para utilizar o dispositivo é preciso sincronizar as informações do celular e das redes sociais ao aparelho.

A Skol não tem planos para comercialização do equipamento, mas lançou uma promoção para premiar alguns consumidores com a Smart Beats. Para participar, é preciso realizar um cadastro no site da campanha até 24 de maio. 

Mesmo com a força do Watson, da IBM, como plataforma de inteligência artificial, grande parte dos projetos que envolvem recursos do sistema são voltados para atendimento a clientes com chatbots. O dispositivo da Skol apresenta uma maneira mais criativa de comunicação com os consumidores a partir da inteligência cognitiva.

Neste mês, a IBM apresentou o Watson Assistant, ativado por voz, que deve impulsionar novos lançamentos deste tipo.

O sistema é voltado para soluções empresariais e permite que empresas utilizem a assistente integrada aos seus dispositivos. A abordagem é diferente da utilizada por Amazon, Google e Apple, que contam com assistentes em equipamentos próprios.