Susana Kakuta. Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini.

A participação das mulheres no mundo dos negócios será tema de um evento no uMov.me Arena, em Porto Alegre, como parte de uma série de eventos idealizados pela Umov.me dentro de um conceito batizado de “Dito Efeito”.

O evento é gratuito e acontece na segunda-feira, 29, das 18h às 21h. Participam Susana Kakuta, CEO do Tecnosinos e ex-presidente do Badesul e a coach Dulce Ribeiro, professora da ESPM e Fadergs.

A mediação será da jornalista Patrícia Knebel, colunista de Tecnologia e Inovação do Jornal do Comércio.

Um dos temas em debate será a chamada “síndrome de impostora”, como é definida a falta de autoestima de muitas profissionais desempenhando funções em espaços tradicionalmente masculinos.

O Dito Efeito é parte da mobilização em torno do Pacto Alegre, um movimento liderado por Unisinos, PUC-RS e UFRGS para destravar o ecossistema inovador na cidade.

A iniciativa prevê cerca de 80 eventos ao longo ano, divididos em 11 trilhas temáticas: Liderança 4.0,  X-Tech, Protagonismo Feminino, Futuro do Trabalho, Inteligência Artificial, Design/Marketing, Histórias de Vida, Sucesso e Fracasso, Transformações Globais,  Educação, Economia Criativa e Cultura e Artes.

Cada trilha tem um curador, que funciona como mediador dos debates. Além de Patrícia Knebel, alguns dos curadores são Rafael Prikladnicki, diretor do Tecnopuc; Cesar Paz, fundador da AG2 e atualmente investidor em startups e o empresário Jonatas Abbott, diretor da Dinamize, entre outros.

Todas as edições do Dito Efeito têm entrada franca, com doação e contarão com transmissão ao vivo em locais como Tecnopuc, UFRGS, Unisinos, Tecnovates, Feevale Techpark, Unijuí, FURG e Fábrica do futuro, dentre outros. Além disso, serão disponibilizadas na web. 

A iniciativa tem como embaixadores o pró-reitor de Inovação da Unisinos, Alsones Balestrin, o superintendente de inovação e desenvolvimento da PUCRS, Jorge Audy, e o secretário de Inovação, Ciência e Tecnologia do RS, Luís Lamb.

A Umov.me é dona de uma plataforma de desenvolvimento de aplicativos, que em setembro do ano passado inaugurou a Umov.me Arena, sua nova sede na capital gaúcha.

Um espaço de 400 metros quadrados na zona norte da capital gaúcha antes usado como showroom de uma importadora, o local está aberto para atividades do ecossistema de TI da cidade.

Em quatro meses de funcionamento, a Arena recebeu 50 iniciativas promovidas por parceiros empresas, entidades setoriais e universidades, com a participação de 2 mil pessoas.

Ser o centro de um hub no mundo de tecnologia é uma boa pedida para a Umov.me, cujo modelo de negócio é viabilizar o desenvolvimento de produtos de outras empresas.

Hoje, a plataforma da companhia é usada por 300 parceiros, atendendo 150 mil usuários ativos na ponta, em empresas como Bimbo, Lojas Colombo, Magazine Luíza e Porto Seguro, entre outras.

Mais de 10 mil apps foram desenvolvidos com a plataforma, abrangendo tarefas como vendas, entregas, vistorias, auditorias, registros de pontos, entre outros.

Em 2016, a empresa recebeu um aporte de R$ 5 milhões do fundo CVentures Primus, gerido pela CVentures em conjunto com a CRP Companhia de Participações.