Os correios vão comprar 11 equipamentos Vantage Sorters, para triagem postal. Foto: Divulgação.

A Pitney Bowes fechou um acordo no valor de US$ 17,9 milhões com os Correios.

O contrato envolve a venda de 11 equipamentos Vantage Sorters, solução tecnológica de triagem para o mercado postal.  

A estatal brasileira já era a maior cliente da Pitney Bowes no país. No ano passado, mais de mil unidades de atendimento dos Correios utilizavam equipamentos e sistemas de postagens da Pitney Bowes.

No início de 2014, a Pitney Bowes assumiu o capital integral da operação no Brasil, que estava dividido, desde a criação, em 2005, com a Semco Partners, empresa de investimento em participações.

Na época, o Brasil respondia por cerca de 2% do faturamento da empresa no mundo, que foi de US$ 3,8 bilhões em 2014. A meta divulgada era de elevar a fatia para 5%.

A Pitney Bowes fornece soluções para envio de pacotes e correspondências, softwares para gerenciamento de dados e inteligência de localização.

Em 2013, os Correios foram reesponsáveis pela entrega de 9,03 bilhões de correspondências no Brasil. No mesmo ano, a estatal gerou receita de R$ 16,66 bilhões.