Casas construídas pela CDHU.

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, empresa ligada ao governo do estado de São Paulo e focada na construção de moradias populares, adotou o sistema de relacionamento com clientes (CRM, na sigla em inglês) Dynamics 365, da Microsoft.

O órgão também passou a hospedar na nuvem da Microsoft o histórico de ações com mutuários. Em nota, a Microsoft não abriu quem foi o parceiro responsável por fazer a venda, se houve um.

“Hoje temos condições de resolver 90% das demandas imediatamente, na própria localidade do mutuário, sem a necessidade de envio da documentação física para uma central”, explica Ernesto Mascellani Neto, responsável pela implementação do projeto na CDHU.

De acordo com Neto, um processo de transferência de titularidade que antes demorava três meses, por conta de toda a centralização na sede da CDHU, agora pode ser feito em aproximadamente uma hora

Com 500 mil imóveis sob a sua administração e cerca de 360 mil mutuários ativos, com um relacionamento mensal junto à CDHU, o sistema move grandes volumes de atendimentos.

Desde que o novo sistema foi colocado em prática, ainda em 2017, já foram registrados quase 470 mil atendimentos feitos via Poupatempo, call center ou nos próprios escritórios do órgão. 

“Não tínhamos ideia do tamanho dessa demanda. Usamos o Dynamics 365 como grande propulsor para mudar a cultura de atendimento da CDHU, nos tornando mais proativos”, explica Neto.

A próxima etapa do projeto, já prevista pela CDHU, é o uso de Inteligência Artificial. A ideia é utilizar IA para realizar análises e entender possíveis tendências à inadimplência por parte de mutuários, fazendo com que o órgão possa trabalhar antecipadamente na apresentação de alternativas.