Nicolas Toth, CEO da Sharecare. Foto: divulgação.

A Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo (VTRP), do Rio Grande do Sul, contratou a Sharecare, startup especializada em digitalização da saúde, para aplicação de modelagem preditiva nos seus negócios como o primeiro passo de um projeto de redução de custos.

De acordo com a empresa, o negócio foi fechado após a healthtech ser uma das startups selecionadas na segunda edição do InnovatiOn, programa de conexão da cooperativa. 

A competição da Unimed VTRP contou com a participação de 167 startups, sendo oito delas selecionadas para a apresentação de uma proposta piloto e três escolhidas como finalistas. A Sharecare foi escolhida na categoria voltada à medicina preditiva.

Na próxima etapa, a empresa deve realizar a aplicação prática da modelagem preditiva à carteira de 223 mil beneficiários Unimed VTRP para identificar potenciais riscos na geração de alto custo nos próximos 12 meses. 

O trabalho consiste na análise, mapeamento e cruzamento das informações da população de funcionários, compostos por modelos matemáticos, algoritmos estatísticos e técnicas de machine learning. 

Segundo a empresa, a análise é capaz de prever 25,67% do custo do ano seguinte.

“A aplicação da modelagem preditiva possibilitará à Unimed VTRP uma visão muito mais clara de riscos relacionados a custos futuros, para direcionar os investimentos e as estratégias de prevenção e gestão”, afirma Nicolas Toth, CEO da Sharecare.

Fundada em 2010, nos Estados Unidos, a Sharecare atende a mais de 70 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, está presente desde 2016, quando adquiriu a Healthways, empresa de gestão de saúde populacional.

A Unimed VTRP abrange uma área de 59 municípios com mais de 700 médicos cooperados, atendendo em mais de 47 especialidades médicas, além de contar com mais de 250 laboratórios parceiros e 30 hospitais.