Baguete
InícioNotícias> ITS renova soluções NF-e e CT-e do Vibra

Tamanho da fonte:-A+A

patrocinado por
ITS
SAP

ITS renova soluções NF-e e CT-e do Vibra

Júlia Merker
// quarta, 26/07/2017 16:05

O Grupo Vibra, detentor das marcas avícolas Agrogen, Nat e Avia, contratou a ITS para realizar um upgrade nas soluções SAP GRC NF-e (para automatização dos processos que envolvem a Nota Fiscal Eletrônica) e GRC CT-e (para automatização de processos de Conhecimento de Transporte Eletrônico). 

O Grupo Vibra é detentor das marcas avícolas Agrogen, Nat e Avia. Foto: Divulgação.

A solução GRC CT-e foi a que mais sofreu alterações, passando por um novo desenvolvimento, dessa vez customizado, para atender particularidades da logística das empresas do grupo. 

Foi necessário uma consultoria focada nos negócios da Vibra para entender as necessidades da companhia e prever melhorias que trariam ainda mais benefícios. 

O Grupo Vibra é composto por 18 unidades distribuídas estrategicamente em 3 estados brasileiros. A organização é uma das líderes de mercado na multiplicação genética de matrizes de aves no Brasil, com capacidade de produção de 14 milhões de matrizes/ano.

O projeto com a ITS ocorreu em duas ondas e foi entregue em junho pela equipe especializada de consultores da ITS Group.

A GRC NF-e conta com recursos como pré-validação da nota fiscal emitida pelo fornecedor e legal compliance com o XML do fornecedor (documento legal). O sistema permite agilidade na conferência de dados com melhoria de processos fiscal, logístico, financeiro (contas a pagar), contabilidade, compras (conformidade com o pedido) e outros.

Já a CRC CT-e possibilita a identificação de cenários de transporte; o lançamento fiscal automatizado; a conferência automática dos valores acordados entre transportadora e contratante; a prevenção de manipulação dos dados de lançamento e o controle de status de documentos lançados e pré-lançados.

No mercado desde o começo dos anos 2000, a ITS é uma das consultorias especializadas em SAP com mais tempo de atuação no Rio Grande do Sul. 

Júlia Merker