David Vélez, fundador e CEO do Nubank. Foto: Divulgação.

O Nubank vai ser avaliado em mais de US$ 10 bilhões a partir de uma nova rodada de investimentos.

A empresa recebeu US$ 400 milhões em aportes a partir de uma transação liderada pelo fundo americano TCV, que também investe em companhias como Facebook, Netflix e Airbnb. 

Com a nova avaliação de mercado, o Nubank se torna mais uma vez a startup mais valiosa da América Latina e a primeira startup brasileira a romper a marca de US$ 10 bilhões sem abrir capital.

O investimento do TCV no Nubank é o primeiro aporte do fundo em uma startup latina. 

A rodada conta também com nomes como Sequoia Capital, Redpoint Ventures e a chinesa Tencent, que já investiram na startup anteriormente.

Os recursos vão contribuir com o processo de expansão da empresa. Em maio, o Nubank passou a atuar no mercado do México por meio de uma nova filial chamada "Nu". 

A partir da nova injeção de recursos, o Nubank acumula US$ 820 milhões levantados em sete rodadas de investimento desde sua fundação, em 2013.

Com presença em todas as cidades brasileiras, o Nubank tem mais de 8,5 milhões de clientes. 

Em 2014, a empresa lançou seu primeiro produto, um cartão de crédito sem anuidade gerenciado inteiramente por um aplicativo móvel. Três anos depois, ampliou sua atuação com o lançamento de seu programa de benefícios (Rewards) e a NuConta. Neste ano, a empresa iniciou os testes do seu serviço de empréstimo pessoal..