A UPF atende a mais de 22 mil alunos e oferece 60 cursos de graduação.

A Universidade de Passo Fundo (UPF) passa a oferecer, a partir do próximo vestibular de verão, o curso de Engenharia de Computação.

A graduação terá formação em áreas prioritárias ao desenvolvimento regional, corpo docente atuante na área com a titulação de mestres e doutores. O curso utilizará a infraestrutura e a expertise do Instituto de Ciências Exatas e Geociências (Iceg) e da Faculdade de Engenharia e Arquitetura (Fear), unidades parceiras na oferta.

O curso terá duração de 10 semestres e aulas no turno da tarde e aos sábados pela manhã.

Rafael Rieder é o professor coordenador da comissão de criação do novo curso. 

Ele destaca a consolidação do Polo de Exportação de Serviços de Software, a instalação de empresas de desenvolvimento de sistemas e a criação do parque tecnológico UPF Parque como demostrações de novas oportunidades na região da universidade. 

“Nesse contexto, o engenheiro de computação da UPF estará preparado para atender as demandas que envolvam o desenvolvimento de sistemas de computação com forte integração entre software e hardware, em áreas como a agricultura de precisão, automação industrial, automação comercial e computação aplicada na saúde”, explica Rieder.

O bacharelado em Ciência da Computação da UPF que tem 30 anos de história e já formou cerca de mil profissionais. A universidade também oferece o mestrado profissional em Computação Aplicada, que iniciou em 2014 e é o primeiro nesta modalidade no Rio Grande do Sul.

O Vestibular de Verão da UPF está marcado para 15 de novembro. O edital com todas as informações sobre o processo seletivo deve ser publicado nos próximos dias.

A UPF atende a mais de 22 mil alunos, conta com mais de 1,1 mil professores e 1,2 mil funcionários.

A universidade oferece 60 cursos de graduação, 58 cursos de  especialização, 13 cursos de mestrado, quatro cursos de doutorado e dez estágios pós-doutorais.