O SPC Brasil implantou um projeto para a gestão de identidades com a Oracle. Foto: Divulgação.

A G&P foi a empresa escolhida para implementar soluções para a gestão de identidades da Oracle no SPC Brasil, sistema de informações focado em informações creditícias. 

O objetivo do projeto foi proteger, centralizar e realizar a gestão de acesso aos sistemas legados. Com isso, o SPC espera estar em conformidade com as normas da SOX - Lei Sarbanes-Oxley, exigidas pelas certificações ISO e PCI. 

“Para garantir maior rastreabilidade das contas, centralização e gerenciamento das identidades, além de atender às normas, regras e compliance, o SPC precisava contar com um sistema único, capaz de atender satisfatoriamente às muitas demandas de segurança e gestão de acessos, evitando ainda as fraudes”, diz Rogério Bachi Cardoso, gerente de Soluções Oracle da G&P. 

A solução de segurança foi concebida em cinco meses com base nos produtos OIM (Oracle Identity Manager) e OIA (Oracle Identity Analitics), que foram integrados aos sistemas legados, como Active Directory e Office 365, ambos da Microsoft.  

Além disso, novos conectores para o OIM e projetos em segurança da informação estão em andamento, como a implementação do OPAM (Oracle Privileged Account Manager), que consiste em um cofre de gestão de senhas administrativas conectados aos sistemas do SPC Brasil. 

O SPC Brasil é o sistema de informações das Câmaras de Dirigentes Lojistas que constitui o mais completo banco de dados da América Latina em informações de crédito sobre pessoas físicas e pessoas jurídicas

Por meio do SPC Brasil, o usuário tem acesso aos bancos de dados de mais de 2,2 mil entidades presentes em todas as capitais e nas principais cidades de todos os estados. Hoje, 1, 2 milhão de empresas associadas usufruem de soluções oferecidas pelo SPC Brasil.

A G&P Projetos e Sistemas é uma empresa que atua há 25 anos no segmento de TI. Hoje, a empresa especializada em Oracle conta com cinco escritórios em três localidades: São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. 

Em 2014, a companhia teve um faturamento de R$ 125 milhões, pequeno crescimento em relação aos R$ 121 milhões de 2013.