Downloads de apps de autenticação biométrica devem chegar a 770 mi por ano até 2019.Foto: Bloomua/Shutterstock

Segundo um relatório da Juniper Reserch, os downloads de aplicativos de autenticação biométrica deverão chegar a 770 milhões por ano até 2019. Em 2014, foram apenas seis milhões de downloads.

Se o número for alcançado, a dependência de senhas alfanuméricas no mercado de telefonia móvel será extremamente reduzida.

De acordo com o estudo, a implantação de técnicas de autenticação biométrica de alto nível deve impulsionar a maior adoção de aplicativos deste tipo. 

Segundo a consultoria, a união do sensor biométrico desenvolvido pela Apple, o Touch ID, com a tokenização em pagamentos via NFC (Near Field Communications), é um exemplo-chave dessa tecnologia.

No relatório a Juniper afirma que a autenticação via impressão digital irá representar a grande maioria desses aplicativos no médio prazo, impulsionada pelo aumento da implantação de scanners de impressões digitais em smartphones. 

Mesmo assim, outras formas de identificação biométrica que não exigem hardware incorporados também estão surgindo, como o aplicativo ERGO, que permite desbloquear a tela de um celular Android encostando-o na orelha, e o serviço de autenticação de voz da Nuance.

Entre os benefícios da biometria, o relatório destaca a capacidade em melhorar a acessibilidade, reduzindo as taxas de rejeição de sistemas de autenticação. Além disso, há reforço na segurança.