APP

Uber começa a operar em Campinas

27/01/2016 14:25

A cidade é a primeira do interior do Brasil a receber o serviço.

O Uber chegou a Campinas. Foto: LDprod/Shutterstock.

Tamanho da fonte: -A+A

O aplicativo Uber começou a operar em Campinas nesta quarta-feira, 27. A cidade é a primeira do interior do Brasil a receber o serviço, que atua também em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre.

Na cidade, o aplicativo irá funcionar inicialmente apenas com a versão UberX, que permite o trabalho de motoristas com veículos mais simples e que não precisam ser pretos.

O modelo de cobrança em Campinas tem como base o preço já aplicado em São Paulo. A taxa inicial da corrida será de R$ 2, mais R$ 1,40 por quilômetro rodado e uma tarifa de R$ 0,26 por minuto.

No caso de desistência, o usuário tem até cinco minutos para cancelar o serviço. Caso passe do tempo, cancelamento terá uma taxa mínima de R$ 7.

Segundo o G1, Campinas conta hoje com quase mil táxis comuns e 40 licenças para os pretos, uma nova categoria criada de olho na chegada do Uber, pela qual os veículos só podem receber chamadas por aplicativos.

Apesar de ser uma cidade do interior, Campinas tem uma relevância econômica maior que muitas capitais do Brasil. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2014 mostram que Campinas é a 10ª cidade do país em participação no PIB.

A cidade ainda está na 3ª colocação do ranking de cidades não capitais, atrás apenas de Campos dos Goytacazes (RJ) e Guarulhos (SP).

Depois de Campinas, a próxima cidade a receber o app pode ser Recife, pois já foram abertas vagas de emprego pelo Uber na capital pernambucana.

A chegada em Recife promete ser mais um desafio para o Uber, que enfrenta resistência de taxistas e representantes do governo por onde passa.

Em setembro, antes da empresa insinuar qualquer intenção de chegar à capital pernambucana, a Câmara de Vereadores do Recife aprovou uma lei que proibe a circulação de motoristas particulares contratados via aplicativo de celular.

O projeto de lei aprovado veta “a disponibilização de motoristas e veículos que não atendam as exigências da Lei Federal 12.468/2011 ou a legislação municipal que disciplina o transporte individual de passageiros”. O texto ainda impõe uma multa de R$ 2 mil para a operadora ou administradora do aplicativo que descumprir a lei.

Globalmente, o Uber, em seus esforços e investimentos para ocupar o mercado global de transporte, fechou 2015 com um prejuízo que pode chegar a US$ 2,5 bilhões. Em 2014 a companhia teve um prejuízo de US$ 671,4 milhões. 

Veja também

UBERPOLÊMICA
Uber e Porto Alegre: progresso tímido

Prefeito pediu ao Uber uma moratória do serviço enquanto a regulamentação não ocorre.

CARRO AUTÔNOMO
GM injeta US$ 500 mi em rival do Uber

O investimento é o maior já feito pela fabricante de carros em tecnologias de automação veicular.

EXPANSÃO
Uber abre quatro vagas em Recife

Empresa busca gerente geral, coordenador de operações, gerente de logística e gerente de marketing.