Amdocs lança solução para operadoras repensarem seus serviços. Foto: reprodução.

A Amdocs, fornecedora de sistemas e serviços de experiência do cliente, anunciou o lançamento de uma solução de comunicação baseada na nuvem, levando aplicações de mensagens, vídeo e voz sobre IP (VoIP) para operadoras.

Com a solução Amdocs Unified Communications, as operadoras tem um opção para concorrer com apps como WhatSapp e Viber, os chamados produtos over-the-top (OTT), que utilizam as infraestruturas das operadoras, mas não pertencem a elas.

A solução, que opera em Android e iOS, oferece integração com redes sociais e permite compatibilidade com outras operadoras e seus usuários.

Além disso, segundo a desenvolvedora, as operadoras podem ganhar em fidelidade ao manter os clientes dentro de uma solução própria, gerenciável e integrada.

A solução da Amdocs pode ser uma saída para as telecoms repensarem seus serviços e correrem atrás das perdas sofridas no SMS, que registrou uma grande queda em 2012.

Por exemplo, conforme a consultoria Ovum, operadoras norte-americanas somaram um prejuízo de US$ 13,9 bilhões no ano passado.

“Até hoje, as empresas de serviços over-the-top lideraram o mercado de vídeo móvel, mensagens e comunicação via VoIP, minando as receitas das operadoras e o fornecimento de serviços básicos de comunicação por meio do relacionamento dessas com seus clientes”, declarou Maribel Lopez, analista da Lopez Research LLC.

A saída, segundo a fabricante, é oferecer uma base unificada de serviços de comunicação aos clientes, em várias plataformas e mídias, para aumentar a fidelidade dos clientes das operadoras.

“A solução Amdocs Unified Communications reduz o tempo de lançamento de produtos do mercado, ajudando as operadoras a tirar proveito de seu relacionamento com seus clientes para gerar receitas por meio de pacotes de dados com medição do consumo, funções e aplicativos sofisticados”, disse Rebbeca Prudhomme, vice-presidente de marketing de produtos e soluções da Amdocs.

CAMINHO DEFINIDO

Do ponto de vista dos desenvolvedores de apps OTT, o caminho está definido, conforme aponta matéria da Mobile Time.

Segundo Talmon Marco CEO, do Viber, aplicação de VoIP que está incomodando as operadoras, o foco das operadoras ficará no oferecimento da infra-estrutura e conectividade, enquanto as empresas terceirizadas fornecerão as aplicações.

No entanto, parcerias são um caminho que pode ser seguido, ressalta Marco, desde que as operadoras invistam em inovação.

A razão pela qual não interoperamos é porque isso impede que inovemos. Não é possível fazer as duas coisas. Por isso é que as operadoras tradicionais estão onde estão, porque para conseguirem inovar, precisam se mover todas de uma vez na mesma direção", dispara.