A instituição de ensino está presente em 23 estados e no Distrito Federal. Foto: divulgação.

A Estácio, instituição de ensino com sede no Rio de Janeiro, e a TIM vão oferecer planos com 4.5G para os alunos que passaram a ter aulas pela internet por conta do distanciamento social provocado pela pandemia de coronavírus.

As duas empresas não chegaram a dar detalhes sobre o funcionamento da parceria. Provavelmente, a Estácio está assumindo parte dos custos dos planos do alunos, fazendo uma compra no atacado. Também não foi revelado qual é o custo final para os estudantes.

Segundo a TIM, as ofertas feitas sob medida para a instituição têm duração de três meses, com até 9GB de internet e ligações ilimitadas para qualquer operadora, além de acesso liberado para Facebook, WhatsApp, Twitter e Instagram.

Elas são válidas para os 570 mil alunos da instituição, incluindo estudantes novos e antigos.

"A parceria vai propiciar o uso da nossa tecnologia a favor do ensino digital, permitindo que os alunos acompanhem suas aulas com interação e com a comodidade e qualidade da nossa rede móvel", afirma Paulo Humberto Gouvêa, Diretor Corporate Solutions da TIM Brasil.

Desde 2015, os alunos da Estácio que fossem clientes da TIM já podiam acessar o conteúdo digital da universidade sem desconto na franquia de dados da operadora.

"Acreditamos que o papel da universidade vai além da manutenção das aulas. Queremos facilitar ao máximo a vida dos nossos alunos, sabemos das grandes dificuldades enfrentadas diariamente por eles e vamos ajudá-los a passar por este período e conquistar o sonho do ensino superior", afirma Cláudia Romano, vice-presidente de relações institucionais, sustentabilidade e comunicação da Estácio.

Fundada há 49 anos, a Estácio está presente em 23 estados e no Distrito Federal por meio do ensino presencial, além de todo o Brasil com o ensino digital.

Já a TIM nasceu em 1995 no Brasil após a divisão das atividades de telefonia fixa e móvel da Telecom Italia. Em 2018, a empresa listada na B3 e na NYSE lucrou R$ 1,566 bilhão.