Foto: flickr.com/photos/chuy244

Clientes da Claro estão enfrentando problemas nessa quarta-feira, 27, segundo relatos de leitores do Baguete Diário. Os incidentes parecem se concentrar no DDD 51, especialmente em Porto Alegre.

Alguns leitores relataram, via Twitter, estar sem o sinal do 3G para dados e também sem serviços de voz pela Claro, operadora que somou 4,6 milhões de clientes no Rio Grande do Sul em maio, de acordo com a Anatel.

Na área 51, a Claro tem a segunda maior participação, e mais da metade da sua clientela em solo gaúcho – com 2,56 milhões de linhas (31,45% do total do código), atrás apenas da Vivo, que somou 3,23 milhões (39,6%) no mês passado.

Até a publicação dessa matéria a Claro não retornou os contatos feitos pela reportagem do Baguete Diário em busca de uma confirmação da falha.

NÃO DÁ LINHA
Segundo fontes ouvidas pelo Baguete, concorrentes como a Oi registraram um número elevado de ligações não completadas de celulares da sua base para a Claro.

Além disso, chamadas de telefones fixos e também via VoIP não estariam sendo completadas para a Claro.

Em testes realizados na redação do Baguete Diário, aparelhos da Claro receberam telefonemas, mas não conseguiram fazer ligações para clientes de outras operadoras móveis.

“Não sei se é um problema local, regional ou nacional da Claro, mas todas as reclamações provêm do código de área 51, em especial de Porto Alegre, dos bairros Centro e Menino Deus”, relatou um dos leitores.

Na capital gaúcha, a Claro possui 192 estações rádio base (antenas de celular), sendo 21 antenas no bairro Centro e quatro no Menino Deus, conforme o cadastro da Anatel.

Também houve relatos de problemas em São Leopoldo, Região Metropolitana, Caxias do Sul, na Serra gaúcha, e em Tubarão, Santa Catarina.

CLARO NO ESCURO?
No ranking de reclamações da Anatel, a Claro é a vice-líder, com 0,469 reclamações por cada 1 mil acessos no Brasil. Em primeiro lugar está a Oi, com 0,534 queixas. A TIM é a terceira, com 0,310.

A Vivo, que lidera o mercado no Brasil em número de clientes está na quarta posição, com 0,238 reclamações a cada 1 mil celulares ativados com seus chips.

Nacionalmente, a Claro é a terceira maior operadora, com 24,59% de share, atrás da TIM (26,88%) e da Vivo (29,63%). A Oi tem 18,59% de participação no mercado brasileiro, que chegou a 254,94 milhões de linhas em maio.

Já no mercado gaúcho, a Claro é a segunda colocada, com 31,05% de share, perdendo para a Vivo, com 41,71% de participação. A TIM tem 13,85% e a Oi, 13,39%.