Dança das cadeiras está a mil na McAfee. Foto: flickr.com/photos/davidmaddison

Seguem as mudanças no corpo de diretores da subsidiária brasileira da McAfee: Tim Hankins não responde mais como country manager da fabricante de tecnologia de segurança no país. 

A informação é de fontes de mercado, que indicam que o nome de seu substituto do americano será anunciado no começo da próxima semana.

O executivo comandava as operações locais da empresa desde maio de 2013.  Hankins é um executivo de carreira da McAfee, onde está desde 2003. O profissional foi transferido para o Brasil em 2008.

Agora, segundo seu perfil no LinkedIn, ele passou para a posição de diretor regional, na mesma empresa, ficando baseado em Miami, nos Estados Unidos.

Essa é a segunda alteração importante na McAfee revelada pelo Baguete em poucos dias.

Nesta semana, o site revelou que Marcos Tabajara, ex-country manager da Sourcefire, assumiu como diretor de canais da empresa.

A entrada de Tabajara poderia ter resultado na promoção de Richard Mcleroy, que atuava a frente da diretoria de canais da McAfee. 

Fontes de dentro da McAfee informaram que McLeroy teria deixado a companhia – quem sabe por não ter levado a promoção? – e que o substituto de Hankins seria um executivo vindo do mercado.

McElroy é um executivo americano que veio para o Brasil em 2001 para assumir a posição de country manager da Afina, onde ficou até 2013. 

Ao que tudo indica, as novas contratações fazem parte de um processo mais amplo de reestruturação e integração das operações da McAfee com a Intel. 

A fabricante de chips desembolsou US$ 7,7 bilhões pela empresa de segurança há cerca de quatro anos.  

Em janeiro de 2014, a companhia anunciou um processo mais intenso de integração, que culminou com a extinção da marca McAfee, que passaria a se chamar Intel Security.