Carlênio Castelo Branco, CEO da Senior. Foto: Divulgação.

A Senior adquiriu a Senior Unidade Minas Gerais, que como um canal de distribuição de soluções da marca no estado. Com a operação, a empresa quer crescer sua presença em Minas Gerais, que hoje representa um dos maiores mercados para a companhia.

Com a aquisição, a Senior assume a carteira de 245 clientes atendidos até então pelo canal. 

“A operação deve trazer um faturamento de aproximadamente R$ 13 milhões no primeiro ano e representa uma oportunidade de ampliar nossas ofertas para novos e atuais clientes em Minas Gerais”, afirma Carlênio Castelo Branco, CEO da Senior. 

Para Hermínio Gastaldi, diretor de Mercado da Senior, a região apresentar uma boa oportunidade para a Senior

“O estado mineiro representa hoje o terceiro maior PIB brasileiro, atrás somente dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, e tem importantes empresas de segmentos como agropecuária, indústria e serviços, fundamentais na estratégia de crescimento da companhia”, acrescenta. 

A Senior, de Blumenau, tem atualmente cerca de 1,2 mil colaboradores distribuídos por todo o Brasil, por meio de filiais, escritórios e unidades de negócios. Além disso, o grupo conta com mais de 150 consultores e cerca de 100 canais de distribuição.

Em janeiro, a Senior comprou a operação do seu canal de distribuição Somos Tecnologia em Caxias do Sul. Com a negociação, a Senior assumiu o atendimento dos cerca de 80 clientes da Somos, um faturamento anual estimado em R$ 2,2 milhões.

Essas não foram as primeiras negociações da empresa envolvendo canais. Em 2013, a companhia adquiriu a PMS Informática, canal sediado em Indaiatuba, no interior de São Paulo. Com a aquisição, a Senior incorporou uma carteira com 600 clientes.

No final de 2011, a empresa adquiriu a totalidade da divisão Senior da Ruá, empresa sediada em Porto Alegre que atuava como revenda no Rio Grande do Sul.

Além disso, a empresa fechou transações mais recentes focadas na ampliação do portfólio da companhia, focando na gestão de frotas.

No final do ano passado, a companhia comprou a Softran, empresa de Joinville focada em soluções direcionadas a transporte de carga, logística e frotistas. Um ano antes, a empresa de Blumenau comprou a Sythex, uma das maiores empresas brasileiras de sistemas para gerenciamento de armazéns (WMS, na sigla em inglês).

A Senior fechou o ano passado com uma receita consolidada de R$ 224 milhões, uma alta de 16% frente ao ano anterior. O resultado ficou abaixo da meta de 25% projetada pela companhia.