Rodrigo Guerrero, diretor de vendas da Equinix no Brasil. Foto: Divulgação.

A Movile, multinacional brasileira focada em comércio para mobile, possui conexão direta com a Amazon Web Services (AWS) através do serviço direct connect da Equinix. Desde a implementação do projeto, em março deste ano, a companhia reduziu em 70% a sua latência.

“Estamos ligados a cerca de 70 operadoras que, juntas, atendem mais de 700 milhões de clientes. Mensalmente, 50 milhões de pessoas utilizam os serviços da empresa – que vão desde jogos e aplicativos até soluções que integram transações de m-commerce e m-payments”, afirma Flavio Tooru, gerente de infraestrutura da Movile.  

De acordo com Rodrigo Guerrero, diretor de vendas da Equinix no Brasil, o AWS Direct Connect estabelece conexão em rede privada com arquitetura híbrida. 

“Com esta característica, a Movile desfruta de benefícios como se a infraestrutura fosse local. Além de reduzir custos com rede, a companhia consegue desempenhar melhor do que em conexões baseadas na internet”, explica. 

A combinação de conectividade de baixa latência com a AWS permite às organizações processar grande volume de dados, tanto para dentro como para fora da AWS. 

Além disso, é possível ter acesso privado para migrar e replicar dados da AWS para soluções de armazenamento físico e até mesmo interligar os serviços da AWS com um ambiente legado. 

A Alog Data Centers do Brasil anunciou, em março deste ano, a fusão total de sua marca com a Equinix. O processo começou em abril de 2011, quando a Equinix e a Riverwood Capital compraram 90% das ações da Alog em uma transação avaliada em aproximadamente US$ 126 milhões. 

Pelo acordo, a Equinix tinha participação majoritária na empresa brasileira e poderia concluir a compra depois de três anos. Em julho de 2014 o restante da Alog foi adquirido em transação comercial de US$ 225 milhões.

Já a Movile recebeu, em abril, um novo aporte da Naspers, fundo acionista da companhia desde 2008. Desta vez, o valor do aporte foi de R$ 125 milhões.

Este foi o segundo aporte de mais de R$ 100 milhões que a Movile recebeu em menos de um ano. Em agosto do ano passado, a empresa ganhou R$ 125 milhões em uma rodada de investimento liderada pelo fundo Innova Capital e pela Finep.

A empresa é detentora de aplicativos para smartphones e tablets, incluindo iFood, PlayKids, MapLink, Apontador, Rapiddo e Cinepapaya.