Mauricio Vergani. Foto: divulgação.

A Oi está investindo para ampliar o seu data center em São Paulo, incrementando sua capacidade de computação para atender a demanda por serviços de cloud computing (computação em nuvem) no Brasil.

O projeto, começado em junho e com previsão de témino para setembro, representa o quinto centro de dados da operadora. Segundo destacou a operadora, a nova estrutura possibilitará que a operadora efetue novas vendas da oferta de IaaS (infraestrutura como serviço) para clientes até 2016.

Com a instalação de máquinas virtuais padrão (VMs) adicionais, o projeto quase dobrará a capacidade da infraestrutura atual de dados em São Paulo e permitirá a criação de um braço para oferta de cloud a partir do local.

Atualmente, o centro na capital paulista só possui ofertas de hosting e colocation a clientes corporativos, com as ofertas da Oi Smartcloud - nome do serviço de nuvem corporativa - ficando no data center da operadora em Brasília.

“São Paulo foi escolhido para a ampliação da nuvem por estar geograficamente mais perto das empresas mais importantes do país”, informou a Oi em comunicado à imprensa.

Além do incremento da receita com serviços de gerenciamento de servidores, a empresa prevê também o crescimento na venda de serviços de disaster recovery (contingência) para clientes que já têm suas aplicações e sistemas hospedados em servidores físicos, próprios ou alugados.

De acordo com a operadora, atualmente 15% dos clientes corporativos da Oi já usufruem dos serviços de TI da companhia. A expectativa é que o ritmo de crescimento continue. Segundo o IDC, o mercado mundial de IaaS deve aumentar a uma taxa média de 79% ao ano entre 2015 e 2018.

Embora a empresa não revele os valores de investimento destinados à nova estrutura de data center, o projeto faz parte de mais de R$ 52 milhões que a operadora aportou em sua plataforma de computação em nuvem, lançada em 2012.

Segundo a provedora, os aportes na SmartCloud estão relacionados a um “forte crescimento” na área de dados e TI, que renderam um impulso de 20% à receita da área no primeiro trimestre de 2015, em relação ao mesmo período no ano anterior.

A Oi está apostando alto para acelerar seus negócios de nuvem corporativa, englobando soluções de dados, TI, cloud, mobilidade e segurança. Recentemente, a SmartCloud da provedora recebeu a certificação internacional CMSP (Cloud and Managed Services Program) da Cisco.

De olho em empresas de médio e pequeno porte, este ano a companhia lançou o Smart Office, pacote integrado de soluções de telecom, controle de jornada e produtividade, assim como soluções corporativas de TI em nuvem, como Office 365.

Outra manobra neste direção foi a parceria feita entre a Oi e Go2Next, empresa paulista especializada em serviços de computação em nuvem, para fazer decolar a sua própria oferta no segmento B2B. No ano passado, a operadora também uniu forças com a internacional Ingram Micro para impulsionar o Smart Cloud.

“A Oi vem crescendo a uma taxa superior a duas vezes a do mercado no segmento de TI para empresas e a nuvem é o carro-chefe do nosso negócio. Temos percebido o interesse crescente dos clientes por infraestrutura como serviço, o que justifica esse movimento de ampliação do datacenter da Oi em São Paulo”, comenta Mauricio Vergani, diretor de negócios B2B da Oi.