TENTATIVAS

Alibaba apanha nos Estados Unidos

27/07/2022 11:17

Planos da gigante chinesa de competir diretamente com a Amazon não deram certo.

Mercado B2B tem grande potencial. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A gigante de e-commerce chinesa Alibaba não conseguiu emplacar seus planos de competir diretamente com a Amazon por meio de uma presença direta nos Estados Unidos, e está recuando.

O Alibaba lançou seu site B2B nos Estados Unidos há três anos, com a meta de embarcar 1 milhão de empresas e ser uma competidora da Amazon, que também atua no atacado no país.

Segundo revela o Financial Times, 35 pessoas na equipe de Nova Iorque se demitiram, cortando o time pela metade. 

As saídas foram motivadas pela cultura empresarial chinesa de longas horas de trabalho e grande pressão da gerência, aponta o FT. O Alibaba não estaria repondo os profissionais.

Os problemas vão além do conflito cultural. Na análise do FT, existe o problema de fundo da competitividade menor da manufatura americana frente a fornecedores internacionais.

Embora o negócio de vendas entre empresas seja hoje muito menor do que o voltado ao consumidor final dentro do Alibaba (só 2%), ele é pelo menos seis vezes maior em volume total do lado de fora, representando assim uma grande oportunidade.

E, no meio da desaceleração econômica na China e da pressão do governo chinês para enquadrar as grandes empresas de tecnologia do país, uma diversificação seria muito bem vinda.

A versão B2B do Alibaba tem 20 milhões de compradores ativos em 200 países, sendo atendidos por 200 mil vendedores. A assinatura anual custa US$ 3 mil.

Veja também

REFORÇO
Paula Bellizia vai para o Ebanx

Ex-Google e Microsoft focará na expansão internacional da fintech.

TCHAU
Marcelo Claure sai do Softbank

Decisão pode significar uma diminuição da atuação do fundo no Brasil.

CHEGUEI
Tencent Cloud abre data center no Brasil

Braço de computação em nuvem da gigante chinesa agora está em São Paulo.

PRESENÇA
Huawei reforça nuvem no Brasil

Com nova zona de disponibilidade, os chineses querem competir com AWS e Azure.

GIGANTE
Amazon faz aposta bilionária em saúde

Gigante de e-commerce pagou US$ 3,9 bilhões para levar empresa americana da área.

E-COMMERCE
WPP compra Corebiz

Gigante de propaganda levou uma das maiores parceiras da VTEX no Brasil.