Moacir Marafon, diretor da Softplan/Poligraph. Foto: divulgação.

Seis meses após a data inicialmente prevista, a Softplan/Poligraph, empresa de Florianópolis especializada em sistemas para setores como gestão pública, justiça e construção civil, iniciou suas operações em Lages.

A companhia construiu uma unidade na cidade do Planalto Catarinense, com investimento de cerca de R$ 1,3 milhão, e havia anunciado o início das operações para fevereiro.

A filial fica a cerca de 200 km da capital do estado e tem atuação focada em desenvovimento Delph e Java, com seis profissionais da área de desenvolvimento, dos quais cinco vêm do programa Geração TEC, iniciativa do governo catarinense voltada á formação de programadores de software em dezenas de cidades do estado.

Também um colaborador da sede da empresa se mudou para o município e acompanhará a equipe em uma sala no prédio do MIDI Lages - Microdistrito de Base Tecnológica de Lages.

Para completar o time, a Softplan/Poligraph acaba de abrir vagas para profissionais pleno/sênior em Desenvolvimento Java. Detalhes aqui.

Todos os profissionais irão atuar junto à Unidade Gestão Pública da Softplan, que atende a dezenas de órgãos públicas de quase todos os estados brasileiros.

"A tecnologia da informação surge como uma economia promissora para a região, sobretudo pela qualidade dos cursos de Sistemas da Informação e similares, aliada à posição central que o município ocupa em relação ao estado", explica Moacir Marafon, sócio-diretor da empresa, sobre a escolha de Lages.

A expansão vem para reforçar o plano da Softplan/Poligraph de crescer o equivalente a 20 anos em cinco, objetivo divulgado pela empresa em 2011, ano em que faturou R$ 98 milhões, 40,41% a mais do que em 2010.

Atualmente a empresa conta com cerca de 1,7 mil funcionários, trabalhando com softwares na área de justiça, infraestrutura, projetos de organismos internacionais e indústria da construção.