Olivier Piou. Foto: divulgação.

A Gemalto, fornecedora holandesa de soluções de segurança digital e SIMcards, encerrou o primeiro semestre deste ano com lucro líquido de € 105,7 milhões, cifra 10% superior aos € 95,8 milhões registrados no mesmo período de 2014.

Na mesma base de comparação, a receita cresceu 32%, somando € 1,49 bilhão, contra € 1,13 bilhão. A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) foi de € 219,6 milhões, aumento de 32,5% sobre os € 165,7 milhões.

A receita do segmento de pagamento e identificação foi a maior da companhia, totalizando € 840,2 milhões e um aumento de 57% em relação aos € 536,7 milhões obtidos no primeiro semestre de 2014.

A receita do segmento de mobile foi de € 641,3 milhões, crescimento de 9% na comparação com os € 586,1 milhões, enquanto o faturamento proveniente de royalties com patentes foi de € 17,7 milhões, alta de 72% em relação aos € 10,3 milhões registrados no mesmo período do ano passado.

Segundo Olivier Piou, CEO da Gemalto, o forte crescimento da receita no primeiro semestre foi resultado da transformação estrutural e a diversificação da empresa, assim como a compra da SafeNet, de soluções de segurança, por US$ 890 milhões.

"Nossa flexibilidade nos permitiu alocar mais recursos internos e investimentos externos para apoiar o crescimento mais rápido nos mercados de pagamentos, governo e machine-to-machine (M2M), que agora são os três motores do crescimento, reforçados pela SafeNet, que está sendo integrada ao nosso portfólio", disse Piou.