A AGU utilizou SQL Server para desenvolver um sistema para cruzar dados de diferentes fontes. Foto: Wesley Mcallister/AGU.

A Advocacia-Geral da União (AGU) utilizou a plataforma de dados SQL Server, da Microsoft, para desenvolver um sistema interno capaz de cruzar dados de diferentes fontes contando com inteligência computacional.

O objetivo é diminuir os prejuízos que devedores, pessoas físicas ou jurídicas, causam aos cofres públicos.

O Sistema de Auxílio à Identificação e Localização de Pessoas e Patrimônio do Laboratório de Recuperação de Ativos (SisLABRA) vai atender aproximadamente 600 servidores da instituição, a maioria advogados e procuradores. 

Eles poderão contar com um sistema de pesquisa que armazena e entrega rapidamente todas as informações necessárias para elaborar ações judiciais de recuperação de ativos da União.

O SisLABRA permite consultar dados como CPF, CNPJ, registros de veículos, imóveis, embarcações, aeronaves, precatórios e RPVs e outros bens de qualquer devedor da União. 

“O trabalho de cruzamento de dados era feito manualmente, o que comprometia a velocidade de todo o processo. Era insuficiente para atender às demandas da AGU”, relata Claudio Fontes advogado do Departamento de Patrimônio e Probidade da Procuradoria-Geral da União (DPP/PGU). 

Com ele é possível acompanhar, por exemplo, o uso indevido de recursos por parte de gestores públicos e ações civis públicas movidas contra empresas ou governo. No total, são 11 bases de dados com 11 bilhões de registros (itens de pesquisa) à disposição.

“Rodando na nossa plataforma em nuvem Azure, o SQL Server é uma plataforma de dados inteligente que garante desempenho, segurança e precisão, necessários a um projeto desse porte. Assim como as empresas, as instituições públicas também precisam fazer a transformação digital de suas atividades”, diz Roberto Prado, diretor de Nuvem da Microsoft Brasil.

A implantação do sistema constituiu a primeira fase do projeto. O segundo momento apostará em recursos de Power BI, que proporcionam relatórios, gráficos e documentos que organizam os dados brutos de maneira a facilitar a análise por parte dos especialistas.