Camilo Rubim.

A T-Systems uniu suas três áreas de vendas no país sob o comando de Camilo Rubim, que até aqui era vice-presidente da área de vendas para o setor automotivo.

Com a mudança, Rubim assume também as áreas de mercado local e contas globais. 

Abaixo do executivo, ficam Henrique Berger e Irani Correa, os ex-VPs dessas áreas, agora com cargos de head de Sales & Service. Rubim acumula a vice-presidência de Sales & Service Management com o título de head da área de focada em automotivo.

“O novo desenho atende à determinação estratégica da companhia, que segue mudando para atender à nova dinâmica do mercado”, explica presidente da T-Systems, Ideval Munhoz.

A T-Systems não deu detalhes sobre os motivos da decisão, mas é possível supor que a decisão foi por simplificar e focar em um dos mercados chave da empresa em um momento econômico difícil.

Rubim, o novo líder do comercial, tem um perfil parecido com Berger e Correa, todos executivos com cerca de duas décadas de casa. 

A diferença é que a T-Systems tem clientes no Brasil como a Volkswagen e atende a partir daqui a Daimler, um contrato que foi renovado em nível mundial nessa semana.

Em abril, a provedora alemã de soluções e serviços de TI anunciou um investimento de  R$ 1 milhão na ampliação do seu centro em Blumenau, Santa Catarina, agregando até o final de 2015 mais 300 contratações. Um dos focos é justamente a Daimler.

A T-Systems é uma empresa do grupo Deutsche Telekom, que fornece soluções de outsourcing de tecnologia da Informação e comunicações, de aplicações a infraestruturas de TI e telecom. 

Globalmente, são cerca de 47,8 mil funcionários e faturamento de 8,6 bilhões de euros no ano fiscal de 2014.

Presente no Brasil desde 2001, com 13 escritórios e dois data centers.