Olha aqueles contratos de outsourcing lá embaixo! Foto: flickr.com/photos/romantchou/2411747853

A indústria de terceirização de TI terminou 2012 em queda.

O valor total de contratos anuais de outsourcing assinados no quarto trimestre do ano passado caiu 37% em relação ao mesmo período de 2011, para US$ 2,9 bilhões.

Na relação trimestre a trimestre, a queda foi de 17%, de acordo com a consultoria especializada em terceirização Information Services Group (ISG). No ano todo, os valores dos contratos caíram 11% sobre 2011, segundo a ISG.

Outra pesquisa trimestral, esta da KPMG com 400 consultores de terceirização, aponta que para 73% dos entrevistados a demanda por terceirização caiu nos últimos trimestres de 2012.

A queda na prática de negócios que um dia foi um mantra de gestores em todo mundo é sinalizada pelas estatísticas, mas também pela mudança de rumo dos outrora pioneiros da terceirização.

Em julho de 2012, a General Motors declarou que pretende dobrar o número de especialistas em TI no quadro de funcionários em três anos, passando a fazer em casa um serviço que chegou a ser terceirizado em 90%.

A GM pretende reduzir sua longa lista de aplicações de TI em pelo menos 40% e passar a uma plataforma mais padronizada, além de incrementar o ritmo da inovação dentro da área.