A Softplan, de Santa Catarina, conta com cerca de 1,5 mil colaboradores. Foto: Divulgação.

A Softplan, empresa de Santa Catarina que desenvolve soluções para Tribunais de Justiça, quer ampliar sua atuação no meio jurídico com o SAJ ADV, um software em nuvem voltado para a gestão de escritórios de advocacia.

Com a nova solução, a empresa espera atender a cerca de 1 mil clientes até o final do ano. 

“Fazer uma boa gestão de escritório de advocacia é um dos grandes desafios dos advogados de sucesso. Por isso, desenvolvemos um software jurídico para gestão integrada que possibilita o registro e acompanhamento de atendimentos e processos, a gestão de tarefas e compromissos, o controle de receitas e despesas, entre outras atividades”, detalha Thiago Loch, analista de marketing da Softplan. 

O sistema conta com módulos de atendimento, financeiro, pessoas e processos.

A aba de Atendimentos conta com funcionalidades de arquivos, andamentos, tarefas, apontamento de horas, comentários e lançamentos financeiros. O registro do atendimento pode ser realizado durante a entrevista com os clientes, evitando a perda de informações e controles manuais em papéis.  

Já o módulo Financeiro possibilita o controle de receitas e despesas do escritório através do acompanhamento de contas a pagar e receber, inadimplência de clientes e controle de reembolsos. 

O módulo Pessoas possibilita o cadastro de pessoas físicas e jurídicas, partes envolvidas, e fornecedores com seus documentos eletrônicos, informações de contato e endereços. A partir da gestão de pessoas é possível vincular, para cada profissional, os atendimentos e processos nos quais está envolvido.  

Na área de Processos estão as funcionalidades de arquivos, andamentos, tarefas, apontamento de horas, comentários e lançamentos financeiros. Esse módulo possibilita o gerenciamento do contencioso judicial ou extrajudicial de um escritório ou departamento jurídico.

“Por meio da gestão de processos, também é possível monitorar valores depositados em juízo, além de acompanhar valores deferidos e indeferidos pelo juiz, garantindo que todos os ganhos monetários sejam devidamente registrados e comunicados às partes interessadas”, completa Loch.

Inicialmente, o sistema é destinado especialmente a pequenos e médios escritórios. Ao longo do ano, a empresa planeja criar novas funcionalidades para grandes escritórios. 

O plano para uso do sistema varia de acordo com o número de usuários, funcionalidades, serviços extras e armazenamento.  No site temos um simulador no qual o usuário pode contratar e personalizar os seus serviços de acordo com a necessidade.   

O plano sugerido pela empresa para advogados autônomos é de R$ 49 por mês. Já a assinatura básica para escritórios custa R$ 88 mensais. 

A Softplan é uma empresa de software de Santa Catarina que conta com cerca de 1,5 mil colaboradores e 3 mil clientes. Além do novo sistema, a companhia desenvolve soluções corporativas com foco em indústria da construção; administração pública; projetos cofinanciados por organismos internacionais; departamento de infraestrutura, transportes e obras; judiciário, Ministério Público e Procuradorias.