Alastair Sorbie. Foto: divulgação.

A IFS, multinacional sueca do segmento de ERP, divulgou seus resultados para o primeiro trimestre de 2014, no qual obteve receita de € 73,6 milhões, um aumento de 9% em comparação aos € 67,4 milhões contabilizados no mesmo período do ano passado.

Por divisão, as receitas totalizaram  € 11,7 milhões em licenciamento no mesmo período, um aumento de 24% em relação a 2013, enquanto a receita da área de manutenção foi de €27,3 milhões, um ganho de 13%.

O lucro antes de juros e impostos (Ebitda) foi de € 2,7 milhões no primeiro trimestre de 2014, em comparação com saldo negativo de € 10 milhões no mesmo período do ano passado.

Segundo a companhia, os números do primeiro trimestre representam um bom começo para o ano, em que a expectativa da empresa é um crescimento forte em licenciamento e uma melhoria no Ebitda.

"Nossa estratégia de segmentação, com soluções altamente focadas e mercados que estão expandindo e investindo, continuam nos permitindo um crescimento forte de licenciamento. As companhias estão mostrando a recuperação do interesse no mercado de ERP, e aqueles que necessitam consolidar suas soluções de negócios ou expandindo sua funcionalidade estão avançando com seus investimentos", observa Alastair Sorbie, CEO da IFS.

No Brasil, a IFS está presente nos segmentos de óleo e gás, de aviação e de energia elétrica, contando com mais de 100 clientes no cenário nacional.

Em nível mundial, a empresa tem 2,1 mil clientes em 60 países.