Alberto Oppenheimer. Foto: divulgação.

A SAP e a T-Systems anunciaram nesta segunda-feira, 28, um acordo de Original Equipment Manufacturer (OEM) para oferecer uma solução de logística conectada, com o nome de smartPORT.

A novidade, que já foi colocada em uso pela Autoridade Portuária de Hamburgo, é composta pelo software SAP Connected Logistics e pela solução Connected Car da T-Systems, subsidiária da Deutsche Telekom.

Com o smartPORT, empresas, parceiros e clientes recebem informações de tráfego e serviços relacionados ao porto usando dispositivos móveis como tablets e smartphones. O objetivo é otimizar o tráfego e processos de logística para ser possível lidar com grandes volumes de mercadorias no porto.

Segundo Horst Leonberger, chefe da unidade de negócios Connected Car, da Deutsche Telekom, hoje, o setor de logística enfrenta, com frequência, o desafio de otimizar fluxos de mercadorias em uma área limitada.

"Com a solução smartPORT, capacitamos nossos clientes para gerenciar fluxos de mercadorias em tempo real e fazer o melhor uso do espaço limitado", diz o executivo.

Com a nova oferta, a empresa alemã planeja acelerar no conceito de IoT aplicada aos ambientes industriais, com a adoção de TI para digitalizar processos, colher informações de forma ágil e reduzir custos.

"A Internet das Coisas tem um enorme potencial para simplificar processos, reinventar a experiência do cliente e gerar novos modelos de negócio”, explica o chefe de operações da SAP Brasil, Alberto Oppenheimer.

Segundo uma pesquisa divulgada pela Cisco, operações de cadeia de abastecimento e logística serão responsáveis por um movimento de US$ 1,9 trilhão até 2020.

Outro investimento recente da SAP no segmento de Internet das Coisas aconteceu em março, quando a companhia firmou uma parceria com a chinesa Huawei, unindo forças para desenvolver pesquisas e soluções na área de Internet das Coisas e Indústria 4.0.

As duas empresas trabalharão na integração da infraestrutura de TIC e nas soluções de conectividade da Huawei com o SAP HANA, além de aplicativos e ferramentas analíticas da SAP.

O estágio inicial da parceria focará no desenvolvimento de soluções para manufatura ágil, energia inteligente, transporte e indústrias de serviços de manutenção na China e na região EMEA (Europa, Oriente Médio e África).