JUSTIÇA

Ataque no TJ-RS?

28/04/2021 11:28

Funcionários estão sem acesso aos sistemas. Rumor aponta para ransomware.

Sede do TJ-RS em Porto Alegre. Foto: Divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Funcionários estão sem acesso aos sistemas do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, no que parece ser o resultado de um ataque hacker.

Segundo o Baguete pôde averiguar com fontes do judiciário, funcionários nos Fóruns não conseguem nem ligar seus computadores, que não reconheceriam o sistema operacional e pediriam um disco de boot. 

Procurado, o Tribunal de Justiça confirmou que enfrenta “instabilidade nos sistemas de informática” e que a equipe de segurança de sistemas orientou os usuários internos a não acessarem os computadores de forma remota, nem se logar nos computadores dentro da rede do TJ.

Ainda de acordo o TJ, o problema está sendo averiguado e ainda não há previsão de retorno.

O Ethemis, sistema de processo eletrônico usado em algumas varas do TJ-RS, assim como o SEEU, o sistema usado para analisar os pedidos dos réus presos e o SEI, voltado para processos administrativos internos do TJ, estão todos operando (só não podem ser acessados, por enquanto).

O software de processo eletrônico Eproc, desenvolvido pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região e adotado pelo TJ-RS em 2017, também segue operando.

A especulação das fontes ouvidas pelo Baguete dentro do TJ-RS é que se trata de um ataque de ransomware, no qual hackers bloqueiam acesso aos sistemas para cobrar um resgate.

Até o momento, o TJ-RS não postou nada sobre o assunto no seu site. 

Caso confirmado, este seria o segundo ataque ao TJ-RS em poucos meses. Em novembro, o hotsite informativo do Eproc do TJ-RS foi adulterado por hackers.

Na época, o tribunal garantiu que não houveram danos aos sistemas. Um hacker postou uma foto fazendo um gesto obsceno no site, que esteve fora do ar por cerca de uma hora.

Também em novembro de 2020, hackers atacaram e cripografaram mais de 1,2 mil máquinas virtuais do Superior Tribunal de Justiça, além de destruir seus backups, com um ransomware chamado RansomEXX. Esse ataque parece ter mais pontos em comum com a atual situação do TJ-RS.

Caso seja mesmo um ataque de ransomware, o sistema judicial gaúcho pode se preparar para dias difíceis. 

A correção do problema no STJ durou mais de uma semana, envolvendo equipes do STJ, Microsoft, Atos e Serpro.

Veja também

CÓDIGOS
Low Code e No Code trazem desafios de segurança

Plataformas que facilitam o desenvolvimento de software estão em alta. Quais são as consequências?

CRIPTOGRAFIA
Ministério da Defesa: segurança com Kryptus

Empresa vai atuar no projeto da nova Rede Operacional de Defesa do Brasil.

ENERGIA
Copel confirma ter sofrido ataque cibernético

Autoria foi assumida por grupo conhecido como Darkside, que opera um sistema de “ransomware como serviço”.

ENTÃO TÁ
Dataprev: está tudo certo, mas o responsável foi demitido

No mesmo dia em que divulga que não houve invasão, estatal demite o responsável pela segurança.

VAZAMENTO
Dados da Dataprev vazaram?

Banco de dados obtidos pelo cibercriminoso contém tabela com 270 milhões de registros.

EQUIPE
É hora de dimensionar seu time de segurança

Ataques cibernéticos estão explodindo. O time da sua empresa está bem dimensionado?

REPAGINADA
Soprano investe R$ 4 milhões em infra e segurança

Projetos realizados em 2020 incluíram soluções da Pure Storage, Dell e Veeam.

COMPRAS
Tivit compra startup de segurança

Privally foi a primeira aquisição do Tivit Ventures. Outras 10 ainda devem vir em breve.

INDÚSTRIA
Novelis usa robôs para controle de segurança

Projeto realizado pela Engineering aplica IoT para medir a temperatura de bobinas.