Carrefour agora tem nota eletronica para consumidor. Foto: divulgação.

O Carrefour começou em março a sua operação de Nota Fiscal do Consumidor eletrônica (NFC-e), com a implantação do sistema NFCePACK da Inventti, empresa de TI sediada em Blumenau.

Inicialmente, o projeto atende as lojas da rede varejista no estado do Amazonas, onde a obrigatoriedade de emissão de NFC-e já entrou em vigor.

Segundo a integradora, desde então o sistema funcionou com sucesso, sem qualquer impacto nas vendas, pois mesmo quando ocorre alguma falha eventual, ele continua funcionando em processo de contigência automática.

Conforme destaca o diretor técnico da Inventti, Tibério César Valcanaia, depois das lojas do Amazonas, a implantação do NFCePACK no Carrefour deve seguir para as filiais do Rio Grande do Sul e postos de combustível do estado de São Paulo.

"Todo projeto está alinhado com as datas de obrigatoriedades para NFC-e ou SAT CF-e estabelecidas para cada estado em que o grupo possui unidades", explica o diretor.

Para São Paulo, o projeto de NFC-e deve ser implantado em 2014. No Rio Grande do Sul, embora lançado oficialmente no final de 2013, o sistema opera em regime inicial, com previsão de se tornar obrigatório a partir de 2015.

Valcanaia ressalta que a grande vantagem é que a solução adotada pelo Carrefour atua com todos os modelos, independente do estado, permitindo a rede ter um único sistema de NFC-e em todo o grupo.

"Isto é um problema para a maioria dos grandes grupos, pois muitos atuam em diversos estados e existem atualmente modelos diferenciados para cada Unidade Federativa", afirma. 

O diretor da Inventti explica ainda que mesmo sendo possível o uso de NFC-e em todos estados, há situações como a contingência off-line de São Paulo que exige o SAT. Isso faz com que as empresas precisem preparar alternativas diferentes em seus sistemas de gestão e vendas, dependendo da Unidade Federativa.

Há cerca de 20 anos no mercado, a Inventi é especializada em sistemas para gestão de documentos fiscais eletrônicos e gestão empresarial. A empresa, com cerca de oito mil clientes, teve um crescimento de 30% em 2013 e projeta para 2014 um incremento de 20% nos negócios.