por Creators
RESIDÊNCIA

Creators entra no Google para Startups

28/05/2020 11:05

HR tech conecta freelancers a empresas em 24 horas, utilizando algoritmos para fazer o match.

Nohoa Arcanjo e Rodrigo Allgayer.

Tamanho da fonte: -A+A

A Creators, HR tech que conecta profissionais criativos autônomos a empresas que precisam desses serviços, foi escolhida para a 5ª turma do Programa de Residência do Google para Startups.

Fundada em 2017 pelo publicitário Rodrigo Allgayer, a startup também conta hoje com a sócia Nohoa Arcanjo, responsável por marketing, relacionamento e community leader na empresa.

Após o capital inicial de R$ 50 mil das reservas pessoais dos fundadores, a HR tech acaba de superar R$ 2,5 milhões pagos aos usuários contratados através da plataforma e projeta dobrar o faturamento de 2019, que foi R$ 1 milhão.

No ano passado, a Creators recebeu investimento anjo e possui cerca de 2 mil profissionais validados e mais de 100 clientes cadastrados. Entre eles, estão marcas como Pernod Ricard, Vice, UOL, e agências como a Live e CuboCC.

A plataforma, que usa algoritmos para identificar as habilidades requisitadas, realiza um match em 24 horas entre empresas e profissionais (como redatores, diretores de arte, designers gráfico, planners e programadores), suporte no recrutamento e mediação da relação do início ao fim do contrato.

Caso o match não tenha funcionado bem, a startup garante a substituição do profissional. Para o freelancer, a plataforma oferece o pagamento proporcional aos dias trabalhados em caso cancelamento do contrato.

Segundo a Creators, seu foco é estruturar o trabalho freelancer para que profissionais se sintam apoiados a entregar seu trabalho criativo sem preocupações, promovendo acordos claros e seguros entre os profissionais e os clientes.

A plataforma recebe apenas profissionais sênior, selecionados por recrutadores humanos e chancelados por um time de curadores renomados no mercado da comunicação - que trazem para a rede freelancers com quem já trabalharam - e fazem a seleção dos melhores currículos e portfólios. 

Além disso, a startup aconselha os contratantes em relação ao briefing, escopo e valor de cada de trabalho, fornece canal de comunicação para que contratante e candidato conversem e possui gateway de pagamento integrado, evitando que o freelancer se preocupe em cobrar o cliente.

No programa de residência, que dura seis meses, a Creators terá suporte sob medida por meio de acesso único a recursos, especialistas e parceiros globais do Google, além de espaço de trabalho e integração com outros empreendedores e empreendedoras.

Por conta do distanciamento social, o programa será realizado de forma remota até que o campus Google para Startups, em São Paulo, seja reaberto.

Desde 2016, quando o programa foi lançado, 45 startups brasileiras já passaram por ele. No período de residência, elas obtiveram médias de 124% em crescimento de receita e 41% de aumento do time.

Veja também

ENTIDADES
Sousa, da MarketData, segue à frente da ABRADi

Entidade representa 600 empresas do mercado digital em todo o país.

FUTURO
Você será data driven. Só não sabe disso ainda

A mudança de paradigmas passa por um processo cultural.

DISTRIBUIÇÃO
Agis contrata nova diretora de produtos e marketing

Sandra Fantoni já atuou em empresas como Ingram Micro e Tech Data.

STARTUP
InBev quer digitalizar o pequeno varejo

Gigante de bebidas tem planos para oferecer soluções de tecnologia para sua massa de clientes.

CHATBOT
Apto atende via WhatsApp com Take

Startup imobiliária acelerou lançamento do canal inteligente por conta da pandemia.

ABUSO?
BRF enfrenta rebelião de fornecedores

Empresa quer pagar ações de live marketing em 90 dias. Assunto virou bafafá no Linkedin.

RAIO X
Quem é quem no mercado Salesforce

Estudo da ISG mostra mercado ainda muito concentrado em grandes fornecedores.

INOVAÇÃO
Arena Palmeiras terá espaço de startups

Iniciativa focada em esportes e entretenimento envolve EY, 2Simple, Allianz Parque, V3A e BNZ.