Chief Business Officer da Seekr, Eduardo Prange. Foto: Divulgação.

A Seekr acaba de lançar um novo site com versão gratuita e ilimitada de suas plataformas: o Seekr Freemium. O modelo disponibiliza aos profissionais e marcas uma ferramenta de soluções para gestão do monitoramento, atendimento e relacionamento nas redes sociais.

O Seekr Freemium tem todas as funcionalidades presentes na plataforma de monitoramento, atendimento e relacionamento da Seekr. A diferença da versão freemium se resume ao tamanho do pacote e ao suporte. 

Na nova versão, os usuários terão acesso a um número limitado de 500 ocorrências por mês (resultados de busca), membros ilimitados para acessar a ferramenta, 100 interações de SAC, cinco termos de busca (em outros pacotes os termos são ilimitados) e a plataforma de Social CRM. 

O suporte deste usuário é feito no modelo “self-service”, com os materiais enviados e disponibilizados pela Seekr, como tutoriais, treinamentos em massa via hangout e FAQ.

Atualmente, a base de usuários da Seekr, lançado há cinco anos, conta com cerca de 20 mil pessoas. Até o final do ano, a empresa pretende alcançar cerca de 15 mil usuários freemium.

“O Seekr Freemium é uma das nossas estratégias para consolidar a Seekr como principal provedora de soluções em multicanalidade. Esperamos alcançar um maior número de usuários e, consequentemente, aumentar nosso mind share no mercado”, explica o Chief Business Officer da Seekr, Eduardo Prange.

Para efetuar a criação uma conta no modelo freemium, o usuário deve preencher um cadastro com dados de acesso, dados pessoais e dados de um cartão de crédito, que serão utilizados apenas em casos de futuras contratações.  

Fundada em 2010, a Seekr firmou, neste ano, um acordo com o fundo de investimentos Cventures Primus para agilizar a expansão do negócio. Com plano de investimento de até R$ 10 milhões ao longo dos próximos anos, a Seekr quer acelerar os negócios e criar novas ferramentas no mercado de SAC 3.0.

A empresa de Blumenau atendendo mais de 800 clientes, entre eles Gerdau, Locaweb, BNDES, Braskem, Tecnisa, Sicredi, Catho, Porto Seguro, Gol e Vivo.